Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Passos Coelho: "Faz muita falta ao teatro"

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, lamentou a morte de António Feio, considerando que o ator e encenador "faz muita falta ao teatro" e a todos os portugueses.

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, lamentou hoje a morte de António Feio, considerando que o ator e encenador "faz muita falta ao teatro" e a todos os portugueses.

"Mesmo quem não o conhecia tinha um carinho e um amor muito grande por ele. O António Feio faz muita falta ao teatro, quer como ator, quer como encenador. Mas faz-nos muita falta a todos também", disse Passos Coelho, à entrada do Palácio Galveias, em Lisboa, depois de ter prestado a sua homenagem ao humorista.

O corpo de António Feio está a ser velado naquele Palácio e de lá sairá para o funeral, que se realiza hoje, pelas 17:30, no cemitério dos Olivais.

"Grande admiração" por António Feio 

O líder do PSD confessou que "sempre teve uma grande admiração" por António Feio, quem sempre considerou "uma pessoa extraordinária e não apenas um ator cheio de talento". 

 

O social democrata reconheceu ainda "a entrega total à vida e ao teatro, que era a sua vida", e a "muita fibra" do ator, que "lidou com uma situação muito difícil". 

 

No Palácio Galveias personalidades ligadas à representação, familiares e admiradores de António Feio prestam a sua última homenagem ao ator, que morreu na passada quinta feira, aos 55 anos, vítima de cancro do pâncreas.