Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Partido Trabalhista despede-se de Blair

As atenções vão estar agora concentradas em Gordon Brown, candidato eterno à liderança do partido.

A Conferência Anual do Partido Trabalhista que começa amanhã em Manchester vai ser a mais animada e estranha da última década. É que na terça-feira, o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, fará o seu último discurso ao partido que lidera desde 1994. Blair passou a última semana a preparar um discurso que promete ser emocionante, mas que também garante algumas surpresas, nomeadamente nas exigências que vai fazer ao seu sucessor.

Mas se cada linha do seu discurso vai ser analisada exaustivamente pelos jornalistas e comentadores do Reino Unido, o partido está noutro estado de espírito. Os militantes trabalhistas vão agradecer a Blair as três vitórias eleitorais consecutivas, mas não vai verter uma lágrima pela sua saída da política, que em princípio terá lugar na próxima Primavera. As atenções vão estar concentradas em Gordon Brown, actual Chanceler do Tesouro e candidato eterno à liderança do partido.

Brown vai utilizar o seu discurso na segunda-feira para estabelecer as suas credenciais de líder e anunciar as ideias e programa que vai trazer para Downing Street quando o seu tempo chegar.