Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Participação de 41,5% nas presidenciais polacas

A participação dos eleitores na primeira volta das presidenciais na Polónia era de 41,57% às 17h locais (16h em Lisboa), três horas antes do enceramento das urnas.

A participação dos eleitores na primeira volta das presidenciais na Polónia era de 41,57%o às 17:00 locais (16:00 em Lisboa), três horas antes do enceramento das urnas, anunciou a Comissão Eleitoral polaca.

A essa hora, 12,7 milhões de um total de 30,5 milhões de eleitores já tinham votado, segundo um comunicado da Comissão.

Este organismo indicou que nas últimas eleições presidenciais, realizadas em 2005, a participação às 16:30 locais (15:30 em Lisboa) era de 35,5 por cento.

Há dez candidatos à sucessão do presidente Lech Kaczynski, morto num acidente de avião na Rússia a 10 de abril, mas segundo as sondagens apenas dois têm hipóteses de ser eleitos: o liberal Bronislaw Komorowski, 58 anos, e o conservador Jaroslaw Kaczynski, 61, irmão gémeo de Lech.    Komorowski, presidente da câmara baixa do Parlamento e aliado próximo do primeiro ministro liberal e pró-europeu Donald Tusk, está creditado nas sondagens com 41,1 a 51 por cento dos votos. 

Urnas encerram às 20h locais (19h em Lisboa) 

A Kaczynski, líder incontestado da posição conservada e presidente do partido nacionalista e eurocético Direito e Justiça (PiS), as sondagens atribuem 29 a 35,4 por cento das intenções de voto.    As cerca de 26 mil assembleias de voto encerram às 20:00 locais (19:00 em Lisboa).    Para ser eleito presidente, um dos candidatos tem de conseguir mais de 50 por cento dos votos. Se nenhum candidato o conseguir, os dois mais votados disputarão uma segunda volta marcada para 04 de julho.    *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico *** 

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.