Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Nobre Guedes perde processo

O ex-ministro do Ambiente do Governo PSD/CDS Luís Nobre Guedes perdeu o processo cível contra o Expresso. O juiz concluiu que "não houve violação do direito à honra do autor".

O Expresso foi absolvido num processo instaurado por Luís Nobre Guedes. O ex-ministro do ambiente do Governo PSD/CDS acusara o Expresso de "ofensa ao bom nome" pela publicação do artigo intitulado "Co-incineração feita em segredo", que fez manchete na edição de 24 de Dezembro de 2004. O "ofendido" pretendia uma indemnização de perto de meio milhão de euros.

O artigo em causa referia-se à autorização dada pelo Ministério do Ambiente para que a Secil da Arrábida iniciasse testes à co-incineração de resíduos industriais banais e que, apesar de várias entidades seguirem o processo, este era desconhecido pela população.

No acórdão, de 23 de Maio último, o juiz afirma que "a invocada ofensa ao crédito de Luís José de Mello e Castro Guedes, que também usa e assina Luís Nobre Guedes, não tem razão de ser". E enfatiza: "Foi politicamente confrontante e incómodo para o autor, enquanto Ministro do ambiente à época. Mas isso é decorrente do facto de se viver numa sociedade aberta e tolerante".

Nobre Guedes pretende recorrer da sentença.