Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Netanyahu e Obama encontram-se até final do mês

Primeiro ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e presidente norte-americano, Barack Obama, encontram-se até final de julho para discutir a situação de enorme tensão internacional que se vive na faixa de Gaza.

O primeiro ministro israelita, Benjamin Netanyahu, deve encontrar-se até ao final do mês na Casa Branca com o presidente norte-americano, Barack Obama, indicou hoje um alto responsável israelita.

"Netanyahu deve deslocar-se à Casa Branca até ao final de junho para se encontrar com Obama", indicou este responsável israelita, que pediu para não ser identificado.

"A data deste encontro ainda não está assente. Inicialmente devia ter-se realizado no início do mês mas in extremis foi adiada", adiantou.

Israel tenta evitar comissão de inquérito internacional

A 31 de maio, Netanyahu anulou uma visita oficial ao Canadá e adiou o encontro previsto para o dia seguinte com Obama, na sequência de um ataque de comandos da marinha israelita contra um conjunto de seis navios, que se dirigiam a Gaza com ajuda humanitária, do qual resultaram nove passageiros mortos.

Segundo a rádio pública israelita, Netanyahu deve convocar hoje os sete ministros do gabinete restrito para debater a constituição de uma comissão jurídica de inquérito a este ataque.

Netanyahu está a tentar evitar a constituição de uma comissão de inquérito internacional para investigar este assalto e prevê-se que comunique hoje a Washington que o governo israelita optou pela criação de uma comissão jurídica de inquérito que inclui juristas israelitas de renome bem como peritos estrangeiros, nomeadamente norte-americanos, precisou a rádio.

Os comandos da marinha envolvidos no assalto não deverão ser interrogados por esta comissão, segundo a mesma fonte. Em contrapartida, Netanyahu, o ministro da Defesa, Ehud Barack, e o chefe do Estado-Maior, general Gaby Ashkenazi, poderiam responder aos investigadores.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.