Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Morreu número um das FARC

Numa entrevista, o ministro da Defesa colombiana adiantou ter informações de que o líder das FARC está morto.

O principal líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), Manuel Marulanda Vélez, conhecido como "Tirofijo", está morto, confirmou hoje uma alta fonte do governo colombiano, citado pelo 'Globo on-line'.



O ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, já tinha revelado em entrevista à revista colombiana 'Semana', que irá para as bancas este domingo, que o líder rebelde teria morrido e que as autoridades estavam a tentar confirmar a informação dada por uma fonte, que os informou que "Tirofijo", de 78 anos, teria morrido a 26 de Março devido a um enfarte.



Marulanda, considerado o guerrilheiro activo "mais velho do Mundo", organizou as FARC em 1960, como grupo de esquerda lutando pela justiça social. Mas após quatro décadas de combate, as Farc têm sido enfraquecidas pela campanha do presidente Alvaro Uribe, como apoio dos Estados Unidos.



Com pouco apoio popular, as FARC têm sido empurradas de volta para florestas e montanhas remotas, mas os rebeldes ainda são uma força poderosa em algumas áreas, ajudados pelos recursos obtidos com otráfico de cocaína.



Vários comandantes importantes das FARC foram mortos ou capturados recentemente, enquanto o mais antigo grupo guerrilheiro da América Latina enfrenta uma crescente pressão militar e deserções, escreve ainda a edição electrónica do jornal brasileiro.



Tentativas de negociar a libertação de reféns das FARC, incluindo a política franco-colombiana Ingrid Bettancourt, continuam num impasse.