Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Morales segue triunfante

Futura Câmara será responsável pela redacção da nova Constituição da Bolívia.

O Movimento para o Socialismo, Partido do Presidente Boliviano Evo Morales, venceu ontem as eleições para a Assembleia Constituinte, elegendo 135 dos 255 deputados. A futura Câmara será responsável pela redacção de uma nova Constituição para o país. Porém, o objectivo de conquistar dois terços dos lugares ficou por alcançar, algo que obrigará o chefe de Estado, eleito em Dezembro com cerca de 55% dos votos, a negociar algumas das reformas com a oposição.

No mesmo dia, em simultâneo, realizou-se um referendo sobre as autonomias regionais, com quatro das nove províncias a dizerem sim a um maior grau de independência face ao poder central. Pando, Beni, Santa Cruz e Tarija, as províncias ricas do leste, da chamada meia-lua oriental, plenas de recursos (gás, petróleo e madeira), reclamaram maior autonomia, enquanto as congéneres ocidentais –­ Potosí, Oruru, La Paz, Chuquisaca e Cochabamba -, com uma economia essencialmente agrária, recusaram. Morales, partidário do «Não», lembrou que a nível nacional a figura de um Estado autonómico foi rejeitada por 54% dos votantes.

Os trabalhos da Assembleia iniciam-se em Agosto e poderão prolongar-se por mais de um ano.