Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Ministros dos 27 esperam propostas da Comissão Europeia

A ideia era encontrar soluções para minimizar o impacto da actual escala no preço do petróleo, mas os Conselho de Ministros de Competitividade limitou-se a pedir propostas à Comisão Europeia.

Daniel Rosário, correspondente em Bruxelas

A presidência eslovena vai solicitar à Comissão Europeia que apresente um conjunto de propostas concretas para fazer face ao impacto do preço do petróleo na economia europeia.

Esta foi o único resultado da discussão solicitada por Manuel Pinho no Conselho de Ministros de Competitividade, que reúne os responsáveis pelas economias dos 27, e que decorre hoje em Bruxelas.

A discussão durou pouco mais de meia hora e o ministro português abandonou a reunião logo a seguir, para regressar a Lisboa onde vai participar no debate na Assembleia da República.

À saída, tal como à entrada, Pinho falou da necessidade de se encontrar "medidas concretas para minimizar o impacto sobre as famílias com menores rendimentos e as empresas mais frágeis", mas virou costas aos jornalistas quando instado a avançar com sugestões específicas ou a comentar a proposta de Nicolas Sarkozy de diminuir o IVA sobre os combustíveis. Adiantou apenas que "não estão previstas nenhumas medidas fiscais".

Na intervenção perante os seus homólogos europeus, Manuel Pinho defendeu a necessidade da União agir "a três níveis", as já mencionadas medidas concretas, a necessidade de diminuir a dependência do petróleo e a intervenção no plano internacional para travar a especulação financeira, que considera ser a verdadeira responsável pela escalada do preço do crude.

Andrej Vizjack, o ministro da economia esloveno, país que ocupa actualmente a presidência rotativa da União, salientou que o encontro de hoje representou apenas "a abertura do debate", uma vez que "não houve tempo para preparar as bases necessárias para uma discussão eficaz". Essa discussão, acrescentou o responsável esloveno, "vai começar no próximo Conselho, quando a Comissão tiver preparadas as análises, relatórios e documentos adequados para termos algo sobre que discutir".

O Conselho de Competitividade volta a reunir em Julho. Para a semana reúne o Conselho da Energia, onde o assunto estará novamente na ordem do dia. E nos dias 19 e 20 de Junho será, tal como já estava previsto, um dos temas na agenda do Conselho Europeu, que reúne os chefes de Estado e de governo da União.