Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Ministro anuncia investigação

"Ordenei já uma investigação para esclarecer todas as circunstâncias em relação com o acidente", afirmou o ministro do Fomento espanhol, José Blanco.

O ministro do Fomento espanhol, José Blanco, anunciou hoje ter ordenado já uma investigação ao acidente de comboio de Castelldefels (nordeste de Espanha), que causou 12 mortos e manchou as celebrações do S. João na localidade catalã.

"Ordenei já uma investigação para esclarecer todas as circunstâncias em relação com o acidente", afirmou, antes de presidir, no Luxemburgo, à reunião dos ministros europeus dos Transportes.

"Tudo parece indicar que (o acidente) se deveu a uma imprudência por não ter sido usada a passagem subterrânea de uma estação que tinha sido remodelada recentemente com essa nova passagem", explicou.

Vítimas desrespeitaram regras de segurança

Blanco, que se deslocará à zona do acidente quando regressar hoje do Luxemburgo, reiterou o apoio do Governo às vítimas e aos familiares, considerando que essa é agora "a grande prioridade".

O governante rejeitou que a passagem subterrânea fosse demasiado estreita, recordando que esse tipo de infraestruturas são feitas "de acordo com os regulamentos de segurança".

"É verdade que parece que havia alguma aglomeração de gente. O que teria recomendado era prudência e esperar. A aglomeração devia-se ao dia em causa", afirmou.

"A estação foi remodelada recentemente, construímos uma passagem subterrânea e para garantir a segurança mas, apesar disso houve pessoas que atravessaram a via", declarou.

"Isso são dados certos. Mas em todo o caso haverá que investigar para que se possa conhecer os contornos do acidente com a máxima transparência", disse, recordando que o espaço está bem sinalizado e que é proibido atravessar as linhas do comboio.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.