Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Michael Nyman regressa a Portugal

O famoso pianista e compositor de bandas sonoras, Michael Nyman, vai actuar em Lisboa, Coimbra e Santa Maria da Feira.

Numa altura em que completa 30 anos de carreira, Michael Nyman regressa a Portugal para três concertos, nos quais a relação da sua música com o cinema servirá de pano de fundo. Todas as actuações vão contar com a projecção de imagens de vídeo, tanto no CCB (onde o pianista e compositor se irá apresentar com a sua banda) como no Europarque e no Teatro Gil Vicente (onde irá actuar a solo).

Foi o cinema que tornou o compositor britânico internacionalmente conhecido e a sua música está intimamente ligada à sétima arte. Entre as inúmeras bandas sonoras que compôs, destacam-se as que criou para os filmes de Peter Greenaway, com o qual se estreou em 1966 (no filme “5 Postcards From Capital Cities”).

De então para cá fez as bandas sonoras de 73 filmes. As fortes ambiências da sua música são criadas em torno de um estilo minimalista e repetitivo, onde mistura a influência da música erudita e orquestral com ou outro tipo de registos (um tipo de abordagem que influenciou alguns músicos, como é o caso de Rodrigo Leão, seu admirador confesso).

Natural de Londres, Nyman estudou no Royal Academy of Music e no King’s College, no inicio dos anos 60. Foi crítico de música, para além de músico e compositor. Em 1977 criou a sua própria formação musical, a Michael Nyman Band, que o passou a acompanhar.

Será com essa mini-orquestra de 11 elementos que Nyman se irá apresentar no CCB, revisitando muitas das composições que criou para cinema. O concerto terá a duração de 1h45 e contará com intervalo. Será o “grand final” de mais uma presença de Nyman em Portugal.

Sobre os concertos

Michael Nyman Band

Lisboa: Centro Cultural de Belém, 16 de Novembro, 21h

1ª plateia – 40 euros

2ª plateia – 35 euros

Michael Nyman a solo

Santa Maria da Feira: Europarque, 14 de Novembro, 21h30

1ª plateia - 25 euros

2ª plateia - 20 euros

Coimbra: Teatro Gil Vicente, 15 de Novembro, 21h30

Plateia - 20 euros

Balcão - 18 euros 

 

Bandas sonoras de Nyman

"O Cozinheiro, o Ladrão, a sua Mulher e o Amante Dela» (1989), de Peter Greenaway. Fruto de mais uma colaboração com o realizador, este estranho e bizarro filme, de ambiências barrocas, deu a Nyman um reconhecimento internacional que até aí ainda não tinha alcançado.

"Os Livros de Próspero" (1991), de Peter Greenaway. Baseado numa peça de Shakespeare, a banda sonora deste filme é considerada como um dos trabalhos mais ousados do compositor, misturando ópera, música de câmara e música de dança.

"O Piano" (1993), de Jane Campion. Foi a continuação da ascenção internacional, neste caso ao lado da realizadora da Nova Zelândia, numa película que foi contemplada com alguns Óscares.