Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Mariano Gago aceita liderar Processo de Bolonha

Durante a cerimónia de abertura da IV Convenção da European Higher Education Association, em Lisboa, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior aceitou o desafio lançado pelo reitor da Universidade de Lisboa.

Na abertura da Convenção, José Mariano Gago aceitou o desafio lançado pelo reitor da Universidade de Lisboa, António Sampaio da Nóvoa, para liderar a concretização efectiva do Processo de Bolonha, durante a presidência da Comissão Europeia que Portugal assumirá em Junho.

“O papel das universidades no que respeita ao desenvolvimento da Europa tem de ser considerado vital. E para que isso seja uma realidade é necessário um largo debate sobre os desafios e metas que queremos ultrapassar e alcançar”, assim se endereçou Gago à plateia de ilustres que o escutavam na cerimónia de  abertura da Convenção, na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa,  para responder de imediato a António Sampaio da Nóvoa. “O Processo de Bolonha estará em destaque na nossa agenda política durante a liderança da Comissão Europeia. E lanço desde já o convite à participação de todas as universidades nesse trabalho complexo que nos espera.”

As primeiras palavras do discurso do reitor da UL, dirigidas concretamente a Gago, realçavam o segundo semestre do ano como o período crucial para discutir o Processo de Bolonha. “O ministro Mariano Gago tem que ter um papel fulcral nesse período!”.