Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Maré negra já custou 1430 milhões de dólares à BP

BP estima que a maré negra no golfo do México provocada pela explosão de uma das suas plataformas já custou cerca de 1430 milhões de dólares.

O gigante do petróleo inglês BP estima que a maré negra no golfo do México provocada pela explosão de uma das suas plataformas já custou cerca de 1430 milhões de dólares.

A BP já informou desconhecer as razões que levaram a uma súbita venda de acções no mercado norte americano, segundo a AP.

Numa declaração divulgada antes da abertura da bolsa londrina, a companhia sublinha a sua forte posição financeira e reafirma que tem "significativa capacidade e flexibilidade" para lidar com os custos de resposta ao derrame de crude no Golfo do México.

As acções da BP caíram quarta-feira para o seu mais baixo valor na última década em Nova Iorque. O mercado receia que a empresa não tenha capacidade para pagar os dividendos que planeara. A queda das cotações na bolsa londrina foram menores.    A empresa refere que se mantém atenta aos mercados e que vai fazer anúncios regulares respondendo à tragédia da maré negra, incidente que considera ser a "prioridade máxima" da empresa. 

Quarta viagem de Obama à região 

O presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Barack Obama, já anunciou que vai regressar à zona afetada pela maré negra na próxima semana. Obama visitará os estados de Mississippi, Alabama e Flórida, cujas costas e economias estão a ser afetadas pelo pior desastre ambiental na história dos EUA.    Esta será a quarta viagem de Obama à região desde que o derrame começou, a 20 de abril, depois da explosão de uma plataforma petrolífera operada pela BP.    *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.