Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Maré negra: BP apreciou diálogo "construtivo" entre Obama e Cameron

Grupo petrolífero britânico destacou em comunicado o "envolvimento construtivo" de Londres e Washington no contencioso ligado à maré negra, que devastou o golfo do México.

O grupo petrolífero britânico BP declarou sábado que apreciou o "envolvimento construtivo" de Londres e Washington no contencioso ligado à maré negra, que devastou o golfo do México.

"Apreciamos as qualidades de líderes e o envolvimento construtivo dos governos norte-americano e britânico", anunciou a BP num comunicado.

Um pouco mais cedo, no sábado, o presidente norte-americano Barack Obama assegurou ao Primeiro-ministro britânico David Cameron que as críticas veementes ao gigante britânico do petróleo não têm "nada a ver com a nacionalidade" da companhia, numa conversa telefónica divulgada por um comunicado de Downing Street.

Reunião com BP na quarta feira

Barack Obama "explicou claramente que não tem qualquer interesse em desvalorizar a BP¨, explicaram os serviços de David Cameron.

Para além disso, a BP declarou que espera muito do seu encontro com Barack Obama, já que o presidente sueco da empresa, Carl-Henric Svanberg, foi convocado quarta feira para uma reunião sobre mais importante catástrofe ambiental da história dos Estados Unidos.

"Estamos ansiosos por nos encontrarmos com o presidente Barack Obama para lhe reafirmar a nossa vontade de enfrentar as nossas obrigações e responder ao impacto imenso deste acidente trágico", fez saber a BP.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.