Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Manoel de Oliveira homenageado nos Globos de Ouro

O cineasta viu a sua carreira ser reconhecida com a entrega do prémio mais importante da noite, o globo de Mérito e Excelência. (Veja o vídeo da SIC no fim do texto e clique no link para visitar o especial da Caras)

Manoel de Oliveira foi este ano a personalidade homenageada com o globo de ouro Mérito e Excelência.

O cineasta centenário recebeu o galardão das mãos de Francisco Pinto Balsemão, presidente do grupo Impresa, que considerou o momento um tributo a um homem "cuja vida e obra se confundem com a história".

"Acho que isto é demais", disse Manoel de Oliveira assim que recebeu o globo.

Confessando que é difícil estar à frente do microfone, disse que devia a homenagem aos actores que com ele trabalharam. "Ensinaram-me que era feio representar e, por isso, viviam, intensamente, os seus papéis, é por isso que estou aqui".

Já no fim do discurso veio o maior elogio para a mulher a quem ofereceu o prémio.

Numa gala apresentada por Bárbara Guimarães foram premiados os melhores do cinema, teatro, música, desporto e moda.

José Raposo e Maria José Pascoal foram os vencedores de melhor actor e actriz em teatro. West Side Story, encenada por Filipe Lá Féria, venceu como melhor peça.

Nuno Lopes, Sandra Barata Belo e o filme "Aquele Querido Mês de Agosto"venceram os mesmos prémios mas na categoria de cinema.

Na moda, o estilista José António Tenente foi considerado o melhor do ano. Erika Oliveira e os irmãos Jonathan e Kevin foram eleitos melhores modelos.

Cristiano Ronaldo venceu, novamente, como melhor futebolista. O campeão olímpico Nelson Évora, melhor desportista, e o treinador Manuel José foram as outras figuras da área do desporto que subiram ao palco.

Na música Mariza, melhor intérprete individual, Buraca Som Sistema, melhor grupo musical e os Deolinda, revelação, foram os nomes vencedores.

 

 

Especial Globos de Ouro