Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Mais de 500 casas arderam

As chamas continuam a deixar um rasto de devastação no sul da Califórnia. O governador Arnold Schwarzenegger solicitou ao Pentágono o envio de meios aéreos.

Mais de 500 casas foram destruídas segunda-feira no sul da Califórnia, devastada por vários incêndios de grande amplitude, informaram os serviços de urgência e os media locais. A situação levou o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, a solicitar ao Pentágono o envio de meios aéreos de combate às chamas.

Cerca de 300 casas foram destruídas pelo fogo na cidade de Rancho Bernardo, 40 quilómetros a norte de San Diego, segundo revelaram os bombeiros. Quarenta quilómetros mais a norte, na cidade de Fallbrook, 100 outras habitações ficaram reduzidas a cinzas na segunda-feira, indicou outra fonte dos bombeiros. Cerca de 45.000 pessoas abandonaram a zona durante o dia.

De acordo com a antena local da cadeia NBC, 128 casas foram destruídas pelas chamas na região de Lake Arrowhead, uma estação de média montanha em San Bernardino, 200 quilómetros a Este de Los Angeles.

Numa carta enviada ao secretário da Defesa, Robert Gates, Schwarzenegger solicitou o envio de "todos os sistemas aéreos de luta contra incêndios (MAFFS) disponíveis".

"A proliferação dos fogos no sul da Califórnia torna necessária a utilização imediata de todos os MAFFS disponíveis para nos ajudar nesta situação de urgência", explicou o governador.

Os MAFFS são equipamentos que podem ser montados em aviões militares que ficam assim convertidos em bombardeiros de água ou de produtos retardantes.

Vários fogos de grande amplitude estão a devastar o sul da Califórnia, onde mais de 250.000 pessoas receberam ordens para evacuar as suas casas, nomeadamente na região de San Diego, perto do México. Cerca de 36.500 hectares foram consumidos pelo fogo desde domingo de manhã.