Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Leituras de Verão

Acreditando que nesta época do ano – para muitos de férias – sobra mais tempo para a leitura, alguns críticos do Expresso recomendam 60 títulos de vários géneros

FICÇÃO

Camilo Broca
Mário Cláudio, Dom Quixote, 17,75€

Um belo jogo da «máquina da imaginação». Mário Cláudio põe toda a sua mestria de contador de histórias muito portuguesas ao serviço de um dos mais inquietos e inquietantes vultos da nossa literatura. A vida de Camilo a começar pelo fim, inaugurada por um seu rebento geneticamente falhado, a descer pela árvore genealógica até às raízes.

Amigo e Amiga, Curso de Silêncio de 2004
Maria Gabriela Llansol, Assírio & Alvim, 2006, 18€

Já não seria pouco afirmar que este é o mais importante livro de M. Gabriela Llansol nos últimos cinco anos. Mas isso afastar-nos-ia, talvez, do essencial: sobre o «terrível abandono ao irremediável» paira, fulgurante, «o xaile da consolação da morte». Literalmente, uma «ressuscitação».

O Eterno Efémero
Urbano Tavares Rodrigues, Dom Quixote, 12€

Uma enorme atenção à nossa sociedade para retratar à lupa as mais ínfimas transformações. Um romance que parece policial, mas é de costumes e filosófico. Cheio de pequenas ironias: um moderno libertino informático com nome de anjo; um inspector da polícia atrapalhado de amores... Urbano é dos poucos escritores que dominam elegantemente a construção literária de cenas eróticas.

Área de Serviço e Outras Histórias de Amor
Fernando Pinto do Amaral, Dom Quixote, 16€

O autor (poeta e ensaísta consagrado) estreia-se aqui na ficção narrativa. Mas não é uma obra de estreante o que estes 18 contos constituem na sua amena diversidade e na maturidade que revelam.

Novelas e Textos para Nada
Samuel Beckett, Assírio & Alvim, 14€

Pequena súmula de obra imensa, estas narrativas curtas conservam as vozes e as figuras, mas sobretudo as palavras que Beckett perseguiu com desmedido afinco. São cenários de perturbação, cidades em ruínas, pedaços de tempos confundidos, visões de intenso lirismo e cortante ironia, iluminações breves de um caminho negro.

Um Bom Homem É Difícil de Encontrar
Flannery O’Connor, Cavalo de Ferro, 15,50€

Nada como um pouco de brutalidade para animar o Verão. Logo o conto de abertura dá o tom e o arrepio. Os outros não deixam cair muito. Nome-chave da «literatura gótica», O’Connor constituirá decerto uma descoberta para muitos. Não é sem tempo. Tradução de Clara Pinto Correia.

Roma Eterna
Robert Silverberg, Europa-América, 22,50€

Excelente exercício de «ficção teleológica», na falta de designação mais adequada. Porque não se trata exactamente de ficção científica nem de divagações político-anacrónicas. Também não é a história do Vaticano, mas sim a de um Império Romano sobrevivente e triunfador dos bárbaros.

Aquilo Que Eu Amava
Siri Hustvedt, ASA, 17€

Um romance feito sobre ideias, interacção social, erotismo e dupla personalidade, uma história cujo narrador, o historiador de arte Leo Herzberg, diverge do verdadeiro protagonista, o pintor Bill Wechsler. Levando a amizade ao limite, os dois amigos suscitam recorrentemente uma questão que atravessa todas as palavras sem nunca ser pronunciada: «Como nos tornamos no que somos?»

A Mais Nova Profissão do Mundo
Alface, Fenda, 18€

Num destes contos, um grupo de «cavalheiros de idade e posição» lança, a partir do seu café no Dafundo, missões assassinas. Assim se resume a recolha: conspiração de personagens desvairadas que partem para minar com afã terrorista as certezas que sustentam as quotidianas paisagens e as opressivas palavras. Para gozo do leitor incauto.

Gastar Palavras
Paulo Kellerman, Deriva, 10€

Onze contos de um ainda jovem autor, que com eles ganhou o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, da APE, em 2006. Escrita segura, despojada, onde se entretecem um humor por vezes amargo, pequenas crueldades quotidianas, às vezes uma sensibilidade apurada em relação à psicologia feminina.

Medeia
Eurípides, Caminho, 8,40€

Sophia de Mello Breyner deixou-nos esta Medeia recriada, gloriosa tragédia euripidiana, virtuosa na capacidade de induzir terror e piedade, como convém. Um texto resultante de uma aproximação obediente da especificidade da língua grega, mas liberto para o valor poético da escrita.

Decameron (vols.I-II)
Giovanni Boccaccio, Relógio D’Água, 40€

Este clássico da literatura europeia, com tradução de Urbano Tavares Rodrigues, leva-nos ao final da Idade Média, com sabor a Renascença, graças ao humanismo do autor. A burguesia laica crescente é protagonista, denunciada numa linguagem crítica que não poupa tiques nem religião.

Histórias Policiais
Ana Teresa Pereira, Relógio D’Água, 2006, 15€

Inclui dois textos anteriormente publicados e um perturbador inédito. O programa, esse, é tão claro quanto aliciante: «Explorar imagens de velhos livros, ir um pouco mais longe, um pouco mais fundo». Um dos raríssimos casos, na actual ficção portuguesa, em que o crime compensa.

Mandrake - A Bíblia e a Bengala
Rubem Fonseca, Campo das Letras, 12,60€

Mandrake, o advogado, não sabe resolver os mistérios que o envolvem como o fumo de um charuto. Se a primeira trama é bibliófila, a segunda lida com a alta sociedade, mas apenas na pele da aparência. Nesta escrita não encontramos abrigo para a dúvida nem para a surpresa. O que parece crime mais não é do que outro passo na dança da sedução. Inquietante.

Bandidos e Mocinhas
Nelson Motta, Palavra, 14€

Narrativa de crime e mistério à brasileira, empolgante, sensual e vertiginosa, por um dos melhores escritores actuais do Brasil. Tudo se passa no mundo do espectáculo, do submundo do crime e da investigação detectivesca, cujo corpo de delito é uma actriz «sexy» e decadente.

Maigret e a Dançarina de Cabaré
George Simenon, ASA, 10€

É o 11º título que a editora recupera do profícuo escritor belga (1903-89), mais conhecido pelos seus policiais (de 1929 a 1972 escreveu 84), onde prepondera o inspector Maigret. A sua obra total reúne cerca de 400 títulos. Eis uma boa oportunidade para reler ou conhecer este autor.

Contos Satíricos
Mark Twain, Guimarães Ed., 14,90€

Tanto Faulkner como Hemingway consideraram Twain o pai da literatura norte-americana, sendo celebrado como humorista exímio. Transformava pequenos episódios em histórias singulares e deu cor a uma América que ainda assentava raízes. 11 contos que provam o seu talento, transbordando comicidade e sabedoria.

Os Contos de Clerkenwell
Peter Ackroyd, Teorema, 18,90€

Londres, século XIV, reinado de Ricardo II: uma estranha conspiração ameaça os fundamentos da Coroa. Auxiliado pelas personagens de Chaucer, o autor conta uma história de poder e fanatismo, de profecias e ambição, de onde ninguém sai ileso.

A Conspiração Franciscana
John Sack, Flamingo, 19€

Itália, no século XIII. Os restos mortais de São Francisco desapareceram. Suspeita-se de que algo de muito grave possa ter acontecido. Um padre auxiliado por uma jovem noviça e por um sobrinho do santo tentam desvendar o mistério. Um livro cheio de surpresas medievais.

1613
Pedro Vasconcelos, Oficina do Livro, 15€

Não é bem um romance de capa e espada, porque decorre nos turbulentos e estimulantes ambientes do império português das Índias no século XVII - cuja influência, mal ou bem, se estendia até Timor. Duelos, intrigas, traições, num quadro exótico mas historicamente sustentado.

O Bom Servidor
Carmen Posadas, Temas e Debates, 19,90€

Fábula genial e sem moralidades que retrata o mundo dos ricos e famosos, numa comédia de equívocos, feita de surpreendentes enganos, que neste caso passam pela cabeça do diabo, o qual não se fará rogado para cobrar na íntegra a sua dívida. Humor, amor e simulação - que as coisas nem sempre são o que parecem.

Contos Sublimes
Hermann Hesse, Difel, 16€

De um dos mais aclamados autores do século XX, nova antologia de histórias onde as vicissitudes da existência estão intimamente ligadas ao sublime desejo de superação, servidas por uma arte literária de primeira água.

Códigos de Silêncio
Ana Paula Almeida, Dom Quixote, 13,50€

Realidade ficcionada que percorre as sinuosas fronteiras do amor e retrata com realismo, vigor e emoção, temas quase banais (ou banalizados?), como a solidão, a alegria, a paixão e o sexo. Uma voz de mulher que fala daquele mundo estranho, o nosso, em que se tornou aceitável o jogo social entre presas e predadores.

Principessa
Peter Prange, Casa das Letras, 21€

Clarissa chega a Roma vestida de rapaz. Em casa da sua prima, a princesa Olimpia Pamphili, uma estreita ligação se tece entre a aristocrata inglesa e dois arquitectos do barroco italiano: o sedutor Lorenzo Bernini e o melancólico Francesco Borromini. Talvez a Principessa tenha cinzelado em obras famosas a fantasia e os sentimentos emudecidos na pedra.

Marley & Eu
John Grogan, Casa das Letras, 15€

Tributo hilariante e comovedor aos cães, em especial aos labradores retriever. Marley (em homenagem a Bob Marley) é tão leal e enternecedor como desobediente e teimoso. O livro mostra até que ponto ele se esforça por fazer parte da vida familiar e, inversamente, até que ponto esta se torna inimaginável sem a sua presença.

NÃO FICÇÃO

Rousseau e Outros Cinco Inimigos da Liberdade
Isaiah Berlin (org. de Henry Hardy), Gradiva, 13,50€

Passagem para livro das conferências na BBC, em 1952, de um dos filósofos judeus que mais viriam a influenciar o pensamento político do século XX. O tema, «os inimigos da liberdade»; os autores revistos, sem academismos, Helvetius, Rousseau, Fichte, Hegel, Saint-Simon e Maistre. Cinquenta anos depois, continua a ser um prazer ouvi-lo, perdão, lê-lo.

Um Herói Português: Henrique Paiva Couceiro
Vasco Pulido Valente, Alêtheia, 15€

A escrita do autor é sempre uma experiência inteligente e fluente. Este retrato biográfico de uma personalidade da direita que marcou a vida portuguesa nos desastres do fim da monarquia e do começo da república é também um olhar crítico sobre aqueles regimes. Lê-se com gosto e utilidade.

Livro-me do Desassossego
Onésimo Teotónio Almeida, Temas e Debates, 17,26€

Em Portugal, este escritor açoriano (e professor nos EUA) é sobretudo conhecido como cronista. A prática do género parece nele compulsiva. E ainda bem, concluímos ao saborear este conjunto de crónicas, em que a vastidão da sua cultura e do seu campo de interesses, competências e curiosidades sustenta um poder de observação e descrição de muitas realidades de aquém e de além-mar. O seu humor inteligente é outro dos principais atractivos do livro.

A Fonte Grega
Simone Weil, Cotovia, 18€

Reflexões sobre o poder, o amor e Deus em autores e textos gregos, escritos por volta de 1940, contaminados pelos fumos da II Guerra Mundial. «Toda a Ilíada está ensombrada pelo maior infortúnio que possa existir para os homens, a destruição de uma cidade». E mais adiante: «A fria brutalidade das proezas de guerra não é disfarçada por nada, porque nem os vencedores nem os vencidos são admirados, desprezados ou odiados. O destino e os deuses decidem quase sempre da sorte inconstante dos combates».

História Geral dos Piratas
Captain Johnson, Cavalo de Ferro, 22,50€

É um clássico dos livros sobre piratas e flibusteiros, durante muito tempo atribuído a Daniel Defoë. Estudos mais recentes apontam para o «capitão» Charles Johnson, talvez um verdadeiro pirata retirado. Não dispensa a leitura do excelente e nacional Grande Livro da Pirataria e do Corso, de Luís R. Guerreiro (Círculo de Leitores, 1996).

Amor, Sexo e Tragédia
Simon Goldhill, Alêtheia, 18€

Se ainda for preciso explicar porque é que os clássicos continuam a ser importantes, e - por implicação - em que medida evoluímos e regredimos. Goldhill é professor de grego em Cambridge, e o presente livro constitui o proverbial festival de cultura servido com noção do presente e um toque de ironia.

Esoterismo da Bíblia
António de Macedo, Ésquilo, 18€

Agora que os apócrifos estão na moda, um livro para ajudar a perceber como tudo se enquadra na nossa canónica tradição judaico-cristã. O autor, com erudição sempre simples e discreta, explica as ligações entre os vários textos e os seus antecedentes históricos, culturais, filosóficos e religiosos. E quais as suas ligações aos Mistérios mais antigos e modernos.

Catarina II
Hélène Carrère d’Encausse, Europa-América, 34€

Ninguém melhor que H. Carrère d’Encausse, nascida com o apelido russo Zourabichvili, nos podia dar o retrato da princesa alemã Sofia de Anhalt-Zerbst. Que, aos 43 anos, apoiada pelo Exército e aclamada pelo povo, mandará assassinar o seu marido, o legítimo Czar Pedro III, pelo irmão do seu amante, Alexis Orlov, e reinará na Rússia durante 34 anos, revelando-se uma verdadeira estadista.

Blink
Malcolm Gladwell, Back Bay Books, 8€

Um jornalista do «New Yorker» explica num estilo tipicamente aliciante porque é que as decisões tomadas instantaneamente muitas vezes são as melhores e outras vezes não. «Thin-slicing» - uma avaliação instantânea a partir de amostragem - é um dos conceitos que usa. Sabia que através de uma discussão amigável entre dois cônjuges se pode calcular quanto durará o casamento?

O Economista Disfarçado
Tim Hartford, Presença, 18€

Informação simétrica ou assimétrica, escassez e sensatez e outras grandes questões por trás das pequenas questões do dia-a-dia. Este colunista do «Financial Times» é o último a fazer um livro de aspecto irresistível que promete decifrar a realidade quotidiana a partir da economia. E porque não? Se for essa a chave...

Groucho Marx: Histórias Curtas e Grossas
Robert Bader, Gradiva, 15€

«O mundo está a ficar tão perigoso que nos podemos dar por felizes se sairmos dele vivos» - a frase não é de Groucho Marx, mas podia ser. W. C. Fields proferiu-a há mais de meio século, e continua a ser uma boa razão para lermos este livro. Alheamento garantido, e divertido, durante um bom par de horas.

Inciclopédia
Gideon Haigh, Tinta da China, 15€

Um óptimo conjunto de curiosidades irrelevantes e extravagantes, reunidas com competência, apelando à cultura de bolso e que deixam qualquer leitor de cara à banda. Irreverente e delicioso, este é um livro para todas as épocas vazias de propósito.

99 Cervejas + Uma
Francisco José Viegas, Esfera dos Livros, 16€

As bebidas populares também se degustam. A cerveja não é toda igual. Variantes há às dezenas; marcas, às centenas. Não se bastam por amendoins e tremoços. Apuram o paladar, exigindo refeições sofisticadas. Eis uma mostra, pessoal e transmissível, da bebida mais refrescante do mundo.

Muda de Vida
António Variações, Relógio D’Água, 12€

A. Variações morreu há 22 anos, mas as gravações das suas melodias ressurgiram. Um pouco do homem que não sabia música e as letras de todas as suas canções fixam neste álbum um imaginário único no panorama da música portuguesa, marcado por um estilo sem identificações estanques.

O Pequeno Livro do Stress
David Posen, Lua de Papel, 14€

Vai para férias, para bem longe do trânsito de sexta-feira, das corridas às compras, do lufa-lufa nem sempre gratificante do trabalho e do mau feitio do seu chefe? Pois bem, respire fundo e comece a leitura deste pequeno grande livro. Aprenda a relaxar e a dar importância apenas ao que é realmente importante.

POESIA

Poesia Grega de Álcman a Teócrito
Frederico Lourenço (trad.), Cotovia, 22€

Deseja-nos o tradutor que esta leitura proporcione «um vislumbre desta beleza absoluta, palpável em língua grega». Um exemplo de Íbico: «O Amor de novo sob pálpebras azuis/ com seus lânguidos olhos me contempla/ e com toda a espécie de encantos/ me lança para as malhas inelutáveis de Cípris./ Na verdade tremo à sua chegada, / como o cavalo portador de jugo e arrebatador de prémios, já velho/ que entra contrariado com o rápido carro na corrida».

Sonetos Luxuriosos
Pietro Aretino, Guerra e Paz, 18€

16 desenhos eróticos de Giulio Romano foram tema para 16 sonetos. O Vaticano renascentista não gostou e mandou queimar, mas sobreviveu uma colecção que permitiu refazer esta obra. Há também um lado B, com fotos difusas actuais e frases «hardcore», mas o valor é histórico.

Mário Saa, Poesia e Alguma Prosa
José António Gomes, Imprensa Nacional, 22€

Com esta edição, da responsabilidade de João Rui de Sousa, torna-se finalmente possível uma visão de conjunto do singular temperamento poético de Mário Saa: «Eu nunca fui uma vida,/ Gosto de amante ou de nada,/ Tenho tido uma estragada/ Elevação decaída».

Os Rostos da Índia e Alguns Sonhos
Urbano Tavares Rodrigues, ASA, 11,50€

Poemas em prosa a registar impressões das Índias: «Há ainda pássaros de luz nas árvores anoitecidas. Os retardatários deixam a avenida, envoltos já em capas de sombra e mergulham nas ruelas da cidade antiga, por onde me aventuro também em busca não sei de quê. Esta mulher triste leva nos olhos, que não conseguem esconder-se, as cinzas ainda mornas de um amor» (pág. 41).

Noites na Granja
Rui Pedro Gonçalves, Ed. do Autor, 6€

É por vezes em discretíssimas edições de autor que nos surge aquilo que de melhor tem para oferecer a nova poesia portuguesa. Noites na Granja, embora não ultrapasse 30 páginas, condensa ou percorre dez anos de escrita. Um livro desigual, mas vigoroso e imune a epigonismos.

JUVENIS

Anjos de Pijama
Matilde Rosa Araújo (texto) e Maria Keil (ilustrações), Texto Ed., 13€

O humor da autora (em «Cuidado com a Dona Gramática» e noutros poemas) regressa - poesia fiel às suas temáticas de sempre: animais, infância, fazeres-de-conta e aventuras. Continuamos a escutar alguém que se compraz no que chama as suas «falas de menina»: versos de desarmante simplicidade, como na busca de uma identificação com o próprio discurso infantil.

O Casamento da Minha Mãe
Alice Vieira, Caminho, 9,45€

Protagonizada por uma jovem, mais uma história de desamor e abandono, de quem as sabe contar a adolescentes como ninguém, sem nunca esquecer no final uma luz de esperança. E sem abdicar do humor nem da crítica a comportamentos sociais que vão fazendo caminho entre nós: egocentrismo, superficialidade, consumismo…

Os Cúmulos
José Jorge Letria (texto) e José Miguel Ribeiro (ilustrações), Ambar, 10€

Segunda edição, graficamente renovada, de um dos melhores livros infantis de Letria, acompanhado aqui por um ilustrador de excepção, capaz de traduzir em imagens o humor destes «cúmulos»: «Era um mentiroso tão grande, tão grande que, para enganar os outros, só podia dizer a verdade». Livro para dar a ler e estimular o raciocínio dos mais novos.

A Noite dos Animais Inventados
David Machado (texto) e Teresa Lima (ilustrações), Presença, 8€

Uma história contada em forma de lengalenga. Livro de estreia de David Machado, vencedor do Prémio Branquinho da Fonseca 2005 de literatura infantil, está isento de basófias ou moralismos entediantes. Tudo começa quando uma galinha imaginária vem fazer companhia a um menino com medo do escuro. Quem se seguirá?

O Fantasma dos Canterville e Outros Contos
Oscar Wilde, Dom Quixote, 6€

Uma de várias edições disponíveis dos contos infantis e juvenis deste autor. Satíricos, compassivos, tristes ou divertidos, continuam a ser de leitura obrigatória. A história do nobre fantasma aterrorizado por uma família americana moderna mantém uma actualidade surpreendente. E hilariante.

Joanica-Puff
A. A. Milne (texto) e E. H. Shepard (ilustrações), Terramar, 6,20€

A edição é antiga (1998), mas vale a pena procurar. Estenda a busca a Puff e os Seus Amigos (Relógio D’Água, 1992, 8,40€) e ofereça a uma criança o pacote dois em um. Esqueça as versões Disney simplificadas e delicie-se com este(s) clássico(s) da literatura infantil. Houve quem lhe(s) chamasse poesia pura em versão taoísta.

Os Brincalhões
Roddy Doyle (texto) e Brian Ajhar (ilustrações), Presença, 7,41€

Do autor de As Desventuras de Paddy Clarke, um livro obrigatório pelo que tem de imaginativo e divertido. Os brincalhões são pequenos seres defensores das crianças que castigam quem as trata mal. Como? Espalhando cocó no caminho dos maus. Será o caso do Sr. Mack? E conseguirá ele evitar o cocó? Para rir à gargalhada.

As Bruxas
Roald Dahl (texto) e Quentin Blake (ilustrações), Terramar, 9,50€

Uma das muitas histórias infantis que Roald Dahl escreveu, com a perversidade q.b. que o fez ser adoptado pelos mais novos de todo o mundo. A história de um menino que tenta vencer uma conspiração das bruxas para transformar as crianças em ratos. Mas as bruxas não são o que parecem… Genial e pedagogicamente incorrecto.

Histórias de Animais
Rudyard Kipling (texto) e Teresa Lima (ilustrações), Ambar, 17€

Do autor de O Livro da Selva, Nobel da Literatura, este álbum reúne três histórias magnificamente ilustradas. Escritas num estilo que enriquecerá o vocabulário dos mais jovens, fogem ao esquematismo redutor de muitas das obras infantis e juvenis. Humor e inteligência sem prazo de validade.

BD

Cidade de Vidro
Paul Auster (adaptado por Paul Karasik e David Mazzucchelli), ASA, 15€

A Nova Iorque de Paul Auster ganha diferentes contornos se visitada na companhia deste escritor de romances policiais tornado detective. As cidades são as pessoas que as habitam, bem o sabemos. E estas personagens podem bem mudar as vidas e os lugares por elas habitados. Assim, a negro bruto mudaram, pelo menos, a relação da BD com a literatura.

O Voo do Corvo - 1
Gibrat, ASA, 12,60€

Paris ocupada pelos nazis é o cenário desta fabulosa história, em dois capítulos, que reconstitui, com pormenor e uma impressionante fidelidade histórica, a vida na capital francesa no ano de 1944. Perseguida pelos alemães, Jeanne, a heroína da Resistência, salta dos telhados da capital francesa para uma «peniche» do canal de St. Martin, vivendo com o complexo François (amigo, ladrão e o que mais há para descobrir) uma intrigante aventura. A história consegue estar à altura das cores e do desenho, ambos fabulosos. Se não adorar, desista - é porque nunca na sua vida conseguirá gostar de BD.

Trump - A Cilada («Escale dans le passe», Tomo 7)
Kraehn-Jusseaume, ASA, 14,75€

O álbum de abertura de um formidável «thriller» marítimo, em 12 episódios, protagonizado pelo capitão Yann Calec, um jovem oficial da Marinha Mercante, e que nos narra a saga de um velho cargueiro, que no primeiro ciclo (quatro álbuns) deambula pela América do Sul. África (dois tomos seguintes) é o cenário do segundo ciclo desta série, com um belo enredo, um desenho clássico, preciso e elegante e um colorido apaixonante. Embarque imediato para esta aventura que se desenrola após a II Guerra Mundial e está a escalar a costa do Vietname.

IR$ - La Voie Fiscale
Vrancken-Desberg, Lombard (Troisième Vague), 9,36€

Larry B. Max, agente especial do IRS (Internal Revenue Service), é o inesperado herói de uma série de BD franco-belga que já vai no 8º volume. O desenho é correcto, mas não excitante nem inovador; a série vale essencialmente pelas histórias, contadas pelo argumentista americano Stephen Desberg, que mostra ser profundo conhecedor dos problemas enfrentados pelo fisco do seu país. IR$, que tem sido pré-publicado no diário económico «Les Echos», é uma boa porta de entrada na BD para fiscalistas.

Andy Capp Collection
Reg Smythe, David & Charles, 6,39 libras

Preguiçoso, alérgico ao trabalho, bêbado e maldisposto crónico, Andy Capp (lê-se tal como «handicap»…) é um anti-herói «made in England», nascido em 1957 na página de tiras do «Daily Mirror» e popularizado entre nós no «Primeiro de Janeiro» como Zé do Bon頖 uma alusão ao boné que lhe cobre a cara. O pub, o sofá de casa ou o campo de futebol são os fóruns a partir dos quais Andy Capp opina sobre os problemas do Mundo e maltrata a sua mulher Flo (Flow Capp, outro trocadilho). Absolutamente imperdível, este exercício de mordaz humor britânico.

Blitz
Floc’h-Rivière, Meribérica/Dargaud, 13€

Um saboroso documentário em BD sobre os tempos difíceis vividos pelos londrinos durante os bombardeamentos da sua cidade pela Luftwaffe, que nos é servido com o rigor do desenho «revival» e depurado, da escola Linha Clara de Bruxelas, fundada por Hergé. Se ficar freguês, encomende logo os outros dois álbuns desta trilogia – Underground e Black Out – e as outras obras desta dupla de anglófilos, algumas das quais já editadas em português, como o não menos requintado Encontro em Sevenoakes.