Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Investigação da BBC revela segunda prisão em Bagram

Ex-detidos na base norte-americana de Bagram, no Afeganistão, afirmam existir uma segunda estrutura para além da prisão principal. E acusam os militares dos EUA de abusos.

Margarida Mota (www.expresso.pt)

Testemunhos recolhidos pela BBC junto de nove ex-prisioneiros do centro de detenção de Bagram, no Afeganistão, revelam a existência de uma segunda estrutura para albergar detidos distinta da prisão principal.

Os prisioneiros, que se referem ao local como Tor Jail (prisão negra), afirmam ter estado presos num local que não a prisão principal, onde sofreram abusos às mãos de militares norte-americanos. À BBC, afirmam ter ficado em isolamento em celas frias, com uma luz acesa dia e noite que os impedia de dormir.

Os EUA insistem que a prisão principal, agora chamada Centro de Detenção de Parwan, é a única estrutura na base para detenção de pessoas. Mas, contactada pela BBC, o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) referiu que as autoridades norte-americanas têm comunicado nomes de pessoas que estão detidas numa estrutura separada da prisão principal.

"O CICV está a ser notificado por parte das autoridades dos EUA acerca de pessoas detidas, nos 14 dias após a sua prisão", disse um porta-voz da organização. "Esta prática tem sido uma rotina desde Agosto de 2009 e é um procedimento que o CICV acolhe positivamente."