Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Garrafas de Sumol retiradas do mercado

Se ao abrir uma garrafa de Sumol Laranja ou Ananás sentir «alterações do nível de pressão do gás e do odor», então é bem possível que o produto esteja fermentado. O grupo Sumol já está a retirar estas garrafas do mercado.

GARRAFAS de vidro de 0,25 litros de Sumol Laranja e Sumol Ananás estão a ser retiradas do mercado devido a uma anomalia no processo de pasteurização, que pode originar a fermentação do produto.

O problema foi detectado há duas semanas e a Cibal – empresa de distribuição afecta ao Grupo Sumol – tem vindo a alertar, por carta, os clientes que adquiriram produtos de lotes afectados, aconselhando-os a separar as garrafas, que não devem ser vendidas aos consumidores. A notícia foi ontem avançada pelo sítio do jornal económico «Prime Negócios» (www.primenegocios.com).

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), que desconhecia o problema até ter sido contactada pelo EXPRESSO, afirma que não foi notificada e garante que vai recolher amostras do produto para análise em laboratório. De acordo com o porta-voz da ASAE, Manuel Lage, poderão ser tomadas medidas que passam pela «apreensão do produto» ou mesmo por «uma fase de informação pública», caso se justifique.

A Administração da Cibal assegurou ao EXPRESSO que «a ingestão do produto não põe em causa a saúde pública. Além disso, a não conformidade é facilmente detectável antes do consumo, através de alterações do nível de pressão do gás e do odor».

Segundo a Cibal, as autoridades competentes - no caso, «a Direcção-Geral de Veterinária» - já foram alertadas e «todos os procedimentos legais foram cumpridos». A retirada do mercado «deverá estar concluída brevemente», embora «a diversidade e a dispersão geográfica dos clientes tornem a operação um pouco mais morosa».

A Cibal criou, entretanto, uma linha telefónica, através da qual «o consumidor pode esclarecer todas as suas dúvidas e proceder à substituição do produto», cujo número é 808 200 232.