Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Furacão “Dean” pode aumentar de intensidade

Depois de ter passado ao sul do Haiti e República Dominicana o país que se segue é a Jamaica. Como o México ou Cuba também poderão ser atingidos pelas tempestades as representações diplomáticas portuguesas já estão em alerta.

O furacão “Dean” está a 400 km da Jamaica e espera-se que chegue ainda hoje à ilha do mar das Caraíbas. Na noite de ontem o “Dean” passou ao sul da ilha partilhada pelo Haiti e República Dominicana, onde as chuvas violentas e os ventos de 230 km/h causaram uma morte e bastantes danos materiais, um cenário, ainda assim, mais optimista do que o previsto inicialmente.

Na Jamaica o cenário avizinha-se mais preocupante, uma vez que a tempestade causada pelo furacão poderá atingir a categoria cinco e a mais alta na escala Saffir-Simpson. Se este cenário se vier a confirmar os ventos poderão ultrapassar os 300 km/h e as pessoas terão de ser evacuadas até 10 km da linha de costa. O aviso foi dado pelos meteorologistas do Centro Nacional de Furacões com sede nos EUA: “O ‘Dean’ poderá tornar-se num furacão de categoria cinco potencialmente perigoso antes de chegar à península de Iucatão no México”.

Turistas já estão a ser evacuados no México

As autoridades de Kingston estão a usar escolas, igrejas e pavilhões desportivos para servirem de abrigos, fazendo ainda um apelo à população para procurarem um local seguro enquanto o “Dean” atormentar a ilha. “Não deixem para os últimos minutos a decisão de abandonar o lugar onde estão”, apelou a primeira-ministra jamaicana, Portia Simpson Miller.

Os voos de e para a Jamaica estão gradualmente a ser suspensos, embora o governo americano já se tenha disponibilizado para ajudar em caso de necessidade.

Os países vizinhos também estão a tomar medidas de precaução. Em Cuba já foram evacuadas milhares de pessoas antes que o nível das águas suba e o México - um dos maiores destinos turísticos da região - as autoridades já evacuaram 80 mil turistas e garantem estar preparadas para todos os dias retirarem 30 mil pessoas dos seus locais de férias.

Diplomacia portuguesa em campo

Os estados do sul dos EUA e em especial o Texas estão igualmente em alerta e o vaivém “Endeavour” antecipou o regresso à Terra por um dia, prevenindo assim eventuais atrasos causados pelo furacão, caso este atinja o Texas e a cidade de Houston onde está o quartel-general da NASA.

Sendo Cuba e o México dois destinos preferenciais dos turistas portugueses, as representações diplomáticas lusas nestes países já se puseram em campo e estão de prevenção para prestarem todo o tipo de apoio a portugueses que sejam afectados pelo “Dean”.

Como disse António Braga, secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, trata-se apenas de uma medida de "mera precaução".