Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

"Facebook" para denunciar tiranos

A Amnistia Internacional criou uma rede social para denunciar tiranos. A Tyrannybook vai vigiar líderes mundiais que violam os Direitos Humanos.

Tyrannbook assim se chama a rede social criada pela Amnistia Internacional (AI) para denunciar os líderes mundiais que violam os Direitos Humanos. O objectivo é fazer o mundo tomar consciência das atrocidades cometidas por vários ditadores.

Muito semelhante ao Facebook permite que cada utilizador siga as faltas cometidas por quem não respeita os Direitos Humanos. Os perfis são disponibilizados pela AI, mas podem ser actualizados tanto pela associação como pelos utilizadores, consoante o evoluir da situação nos países em questão.

Para já há 10 perfis no site: Robert Mugabe de Zimbabué, Omar Al-Bashir do Sudão, Kim Jong Il da Coreia do Norte, Than Shwe de Mianmar, Hu Jintau da China, Mahmoud Ahmadinejad do Irão, Thomas Lubanga Dyilo da Republica Democrática do Congo, Radovan Karadzic da Sérvia, Aleksandr Lukashenka da Bielorrússia e Ramzan Akhmadovich Kadyrov da Chechénia.