Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Expresso cresce e lidera semanários

Os últimos dados do estudo Bareme da Marktest apontam um ligeiro mas animador crescimento na adesão à imprensa escrita.

Joana Leitão de Barros e Paula Cosme Pinto

O Expresso foi o semanário que registou o maior crescimento de adesão de leitores em 2007. Segundo o último Bareme Imprensa da Marktest, que apresenta os dados do último trimestre de 2007 e o quadro evolutivo das audiências das publicações nacionais, o crescimento atingiu os 0,9 pontos percentuais. A audiência do caderno principal do Expresso subiu de 7,2 para 8,1, o que significa que cerca de 688 mil pessoas lêem habitualmente o Expresso. A subida foi generalizada em todos o jornal com o caderno de Economia a atingir uma audiência de 5,2 (4,0 na leitura anterior), a revista Única a subir de 4,8 para 6,3 e o caderno Actual de 4,3 para 5,6. Quanto aos suplementos, a maior subida aconteceu no Espaços&Casas (0,7 pontos), acompanhado do caderno de Emprego, com 0,5

De acordo com o mesmo indicador, o Correio da Manhã revelou uma evolução de 3,3 pontos percentuais em termos homólogos, sendo o jornal diário com maior crescimento, seguido pelo Jornal de Notícias, com 1,4 pontos de aumento. Ainda nos diários, a tendência de crescimento é geral, com o 24 Horas a subir 0,8 pontos, acompanhado do Público e do Diário de Notícias com crescimentos na ordem dos 0,7.

A Visão fecha o ano com uma subida considerável - 1,8 pontos - liderando o crescimento do sector das revistas semanais, com a expansão da Sábado a atingir 0,9 pontos percentuais e a Focus 0,6.

O Bareme Imprensa é um estudo regular realizado pela Marktest, que analisa os hábitos de audiência de imprensa dos residentes do continente com quinze ou mais anos.

Desporto, televisão e sociedade

As publicações especializadas também conquistaram novos leitores, sendo exemplo disso a revista Caras (com um crescimento de 1,6 pontos percentuais) e a TV Guia (1,3). De subida menos acentuada, o tema das viagens continua a interessar a um largo grupo, sendo a revista Rotas&Destinos a publicação que melhores valores apresentou, com um aumento de 0,6 pontos.

O desporto continua em linha ascendente com crescimentos na ordem de 1,8 (partilhados pela Bola e pelo Record).