Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Exposição de Arte Namban em Lisboa

O antiquário Jorge Welsh reuniu um acervo único de peças Namban que estarão em exposição, a partir de 18 de Janeiro, na sua nova loja.

Inês Posser de Andrade

A mudança de loja para a Rua da Misericórdia e a importância que internacionalmente se deu em 2007 à temática da Expansão Portuguesa, foram dois dos pretextos para os responsáveis pelo antiquário Jorge Welsh - Porcelana Oriental e Objectos de Arte - realizarem uma importante exposição de Arte Namban composta de 48 peças que foram reunindo ao longo de vários anos, a maioria das quais nunca foi exposta em público.

"Depois dos Bárbaros II, Obras de Arte Namban para os Mercados Japonês, Português e Holandês", é a segunda exposição que este antiquário (que há já nove anos organiza exposições de Arte Asiática) realiza com esta temática, tendo sido a primeira em 2003.

O termo Namban-Jin (em Japonês, "Os Bárbaros vindos do Sul"), aplicado à Arte, caracteriza os objectos que foram encomendados por europeus no Japão ou os que aí foram produzidos com influências europeias nos sécs XVI e XVII, particularmente a portuguesa. Alguns exemplos são as peças em laca (verniz duro e impermeável, originário do Oriente) com motivos ocidentais e símbolos cristãos (sob particular influência dos missionários Jesuítas), para além da caracterização peculiar dos europeus com olhos e narizes grandes e com calças em balão.

Entre os principais destaques desta exposição encontram-se: um par de biombos de seis folhas de cerca de 1620, com "A Rota Marítima de Osaka para Nagasaki" com informação cartográfica da chegada das embarcações comerciais europeias e asiáticas; um Ventó em madeira lacada e decorada com pele de raia e madrepérola; um Conjunto de Arreios Ornamentados, incluindo Sela, par de Estribos e Acessórios; uma rara caixa com formato de uma Carta Dobrada (ao que se sabe, o único exemplar Namban registado deste tipo); e uma Píxide ou Caixa para Hóstias, que é a única que se conhece sem o monograma "IHS", pois calcula-se que tenha sido retirado por volta de 1613, época em que as peças decoradas com este desenho, de significado especial para a comunidade cristã, se tornaram alvo de destruição durante as perseguições religiosas que se seguiram.

"Depois dos Bárbaros II, Obras de Arte Namban para os Mercados Japonês, Português e Holandês" Jorge Welsh - Porcelana Oriental e Objectos de Arte Rua da Misericórdia n.º 41-47, Lisboa de 18 de Janeiro a 14 de Fevereiro Segunda a sábado das 10h30 às 19h00 Inauguração 17 de Janeiro