Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Exportações para Angola disparam depois de visita de Sócrates

O país de José Eduardo dos Santos é já o oitavo maior comprador de mercadorias e serviços portuguesas. Depois do crescimento de 50,7% no ano passado, as vendas no mês de Janeiro já aumentaram 64,3%.

A visita de José Sócrates a Luanda em Abril do ano passado abriu as portas do mercado angolano aos produtos portugueses. Desde que o primeiro-ministro esteve em Angola que as exportações para aquele país não páram de crescer. No início de 2006, as vendas para o mercado angolano rondavam 80 milhões de euros mensalmente. Actualmente, são mais de 100 milhões de euros todos os meses. Com isto, Angola fez mais 400 milhões de euros em compras a Portugal que no ano anterior. Um aumento de 50,7% face a 2005. Este ano a tendência mantém-se e, no mês de Janeiro, o aumento atingiu 64,3%.

Angola foi responsável por um décimo da subida das exportações no ano passado e que foram o motor do crescimento de 1,3% do produto interno bruto. Este mercado representa já 3,5% da procura externa dirigida a Portugal e é, neste momento, o oitavo maior destino da produção nacional. Há apenas cinco anos, representava apenas 1.9% do total. À sua frente estão ainda a Espanha, Alemanha, França, Reino Unido, EUA, Itália e Holanda.

Em 2006, apenas Singapura apresentou uma maior taxa de crescimento (83,8%) embora, neste caso, parte das vendas se destinem ao mercado chinês e o país sirva apenas de entreposto comercial.

Leia mais na edição do Expresso na banca