Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Elton John canta domingo no Pavilhão Atlântico

Sir Elton John volta aos palcos portugueses depois de há 17 anos ter enchido o Estádio de Alvalade. Pelo meio, em 2000, fica a história de um concerto no Casino do Estoril cancelado 15 minutos antes do seu início. (Veja um vídeo no final do texto)

Com 62 anos, Elton John traz a Portugal a digressão comemorativa dos seus 40 anos de carreira. O anúncio do espectáculo foi feito em Abril e estabelecia o dia 27 de Junho e o Estádio do Restelo, em Lisboa, como data e local do acontecimento.

A 8 de Junho, no entanto, a promotora do concerto, Ritmos & Blues, comunicava que o concerto se realizaria um dia depois e no Pavilhão Atlântico. "Problemas físicos inviabilizam a realização do concerto de Elton John n'Os Belenenses", especificava um comunicado de imprensa.

A dimensão e os aspectos técnicos do palco obrigavam à utilização de uma grua de 50 toneladas, impossível de colocar no interior do Estádio do Restelo, já que a altura de entrada da porta da maratona do estádio é menor.

Os Estádios de Alvalade e do Dragão foram a primeira solução procurada pela promotora, mas já não estavam disponíveis, tendo sido a opção escolher outro tipo de recinto. A Ritmos & Blues assegura que "esta mudança para o Pavilhão Atlântico acaba por significar um aumento de proximidade com o artista, bem como uma melhoria na comodidade".

Os bilhetes (que variam entre os 55 e os 125 euros) não precisam de ser trocados.

As alterações de data e local do concerto de Elton John em Lisboa trazem de volta à memória dos fãs o cancelamento do seu último espectáculo em Portugal, agendado para o Casino Estoril a 13 de Setembro de 2000.

As garantias para a realização do concerto estão dadas mas a ligação do espectáculo de 28 de Junho próximo ao Casino Estoril, "numa homenagem ao seu mérito em prol da divulgação da Arte, da Cultura e dos grandes eventos musicais no País", acentua as recordações.

O Casino Estoril surge como co-promotor deste concerto, tendo intervindo nas negociações com o artista para as mudanças de data e local imprescindíveis para a sua realização.

Isto ocorre praticamente uma década volvida sobre a polémica "fuga" de Elton John do Salão Preto e Prata, onde deveria actuar perante uma plateia esgotada.

À data, um telefonema de David Furnish, namorado do cantor britânico, terá desencadeado o misterioso desaparecimento de Elton John do casino e o cancelamento do show.

David Furnish ter-se-á zangado com o cantor ao tomar conhecimento de que "um massagista alto, louro e de olhos azuis", como foi descrito por fontes do Casino do Estoril, tinha sido requisitado para tratar de Elton John no camarim, já decorado com as habituais bonecas Barbie e o seu correspondente masculino Ken, vestido de noiva.

Depois do telefonema, que terá sido feito às 22h55, o cantor pediu 15 minutos para apanhar ar e deslocou-se até Tires, em cujo aeródromo estava aterrado o seu avião particular. Elton John entrou no avião e regressou a Inglaterra sem dar quaisquer explicações à direcção do Casino do Estoril. Setenta mil contos (360 mil euros) foi a indemnização pedida então ao cantor.

A digressão que o artista inglês agora vem promover a Portugal teve início dia 6 de Junho, em Limerick, na Irlanda, e celebra os grandes êxitos da sua carreira, marcada por 500 composições e 32 álbuns.

Recorde-se que esta é a terceira vez que Elton John actua num palco português. A primeira aconteceu em Vilar de Mouros, em 1971, e a segunda no Estádio de Alvalade, em Lisboa, em 1992.