Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

De regresso ao Oeste americano

É mais um filme que nos faz regressar aos cenários dos "westerns". Russell Crowe surge como um temível fora-da-lei, que representa uma ameaça letal para os que o têm de levar até às malhas da justiça.

Três semanas depois da estreia de "O Assassínio de Jesse James pelo Cobarde Robert Ford", um novo "western" chega agora aos cinemas nacionais, mostrando um ressuscitar do interesse por um género que parecia já ultrapassado. "O Comboio das 3 e 10" é um filme sobre a coragem de quem ousava dar o exemplo e fazer frente aos bandidos que povoavam o velho Oeste americano.

Dan Evans (Christian Bale) é um simples fazendeiro, que sobreviveu à Guerra Civil com uma lesão na perna e que sobrevive com uma pequena pensão. Durante uma viagem, destinada a tratar dos papéis para assegurar a manutenção dos seus terrenos, presencia o assalto a uma diligência pelo temível fora-da-lei, Ben Wade (Russell Crowe). Ben acaba por ser capturado e surge o problema de levá-lo até à cidade de Contention, de onde parte o comboio para Yuma, onde poderá ser entregue à justiça e julgado. São três dias de viagem, ao longo dos quais é sabido que os homens de Ben tudo farão para o resgatar. Assustado pelo fascínio que os fora-da-lei suscitam junto do seu filho adolescente, o fazendeiro decide, apesar da sua debilidade física, dar um exemplo e oferecer-se para fazer parte do grupo que irá escoltar o bandido até ao "comboio das 3 e 10".

Realizado por James Mangold (autor de "Vida Interrompida e "Copland"), o filme é nova versão de um clássico levado a cabo por Delmer Daves em 1957.