Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Coronel da GNR embriagado ao volante

A polícia australiana interceptou uma viatura da ONU conduzida por um oficial da GNR que confessou ter ingerido "várias bebidas alcoólicas".

O comando-geral da GNR desconhece oficialmente o relatório da polícia australiana que descreve a intercepção de um veículo da ONU, conduzido por um oficial português embriagado. Para Lisboa, o caso dirá apenas respeito às Nações Unidas.

Segundo o porta-voz da GNR, Tenente-Coronel Costa Cabral, “o militar em causa está ao serviço das Nações Unidas. Não está dependente de nós”.

Um Tenente-Coronel da GNR foi surpreendido a conduzir embriagado em Dili, sábado passado, cerca das duas horas da manhã. Seguia ao volante de uma viatura da ONU na estrada da praia, junto ao Cemitério de Santana.

Segundo o relatório da polícia australiana ao qual o EXPRESSO teve acesso, “o condutor do veículo falava de forma atabalhoada, mal se sustinha de pé e o seu hálito exalava um intenso cheiro a álcool”.

“O condutor [prossegue o relatório] admitiu ter ingerido várias bebidas alcoólicas num clube nocturno antes de conduzir o veículo.”

O oficial em questão encontra-se em Timor desde 2001, tendo exercido as funções de adido de segurança da embaixada portuguesa. Foi igualmente assessor do ex-primeiro ministro Mari Alkatiri. Neste momento encontra-se integrado na missão da ONU no território como «adviser» (conselheiro).

Antes de partir para Timor comandou o destacamento de Vila Nova de Mil Fontes. Pertence ao quadro da Escola Prática da GNR, onde foi director de formação. A agressão a um detido, na sequência de ofensas verbais, conduziu à sua condenação em tribunal, no primeiro julgamento de um militar da GNR logo a seguir ao mediático caso do Posto de Sacavém.

Em Timor-Leste está, desde o início de Junho, uma companhia da Guarda, constituída por 120 militares, cuja missão é o apoio ao restabelecimento da ordem pública. Em Agosto seguiram mais 60 militares com o objectivo principal de dar formação à polícia timorense.