Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Contagem decrescente para o Sudoeste

O Sudoeste Alentejano faz dez anos. Entre quinta-feira e domingo vão passar pelo festival na costa alentejana 67 bandas, entre elas os Daft Punk.

De mochilas e tendas às costas, milhares de jovens e menos jovens preparam-se para a sua peregrinação anual ao Sudoeste. A Herdade da Casa Branca (nas proximidades da Zambujeira do Mar) está pronta para voltar a receber o maior festival de Verão. De quinta-feira, dia 2, a domingo vão passar por lá: Daft Punk, Prodigy, Zero 7, Goldfrapp, Madness, Xutos & Pontapés, Boss AC, entre muitos, muitos outros.

Em dez anos de existência, o Sudoeste afirmou-se como o maior evento do género que se realiza em Portugal (tanto em termos da quantidade de público como do tamanho do cartaz), tendo contribuído para lançar a moda dos festivais de Verão que, entretanto, proliferaram pelo país fora.

Nos anos mais recentes, o número de bandas que actua no festival cresceu significativamente (este ano são 67) e o Sudoeste passou a contar com uma programação dispersa por vários géneros musicais, do rock ao hip hop, passando pela música de dança.

As quintas-feiras deixaram de ser meras noites de recepção ao campista para passarem a contar já com uma série de fortes concertos. Este ano, o arranque do palco principal fica a cargo dos Gentleman, Mattafix, Brazilian Girls e dos Gaiteiros de Lisboa, enquanto que pelo secundário passa o pioneiro do hip hop Afrika Bambaataa e o brasileiro Seu Jorge. Já sexta-feira há Prodigy, Golfrapp e David Fonseca.

Estreia dos Daft Punk em Portugal

O grande destaque tem lugar no sábado com a estreia em Portugal dos Daft Punk, o duo electrónico francês que regressou à estrada após 8 anos de interregno Os Daft Punk são tidos como uma referência dentro do género e apesar de com «Human After All» (o álbum que lançaram o ano passado) não terem recolhido os mesmos elogios de outros tempos, têm surpreendido pela forma como transpõem a sua sonoridade retro-futurista para palco.

Ainda dentro de um ambiente revivalista actuam nessa mesma noite no Sudoeste os Madness, para além de Skin, Boss AC e dos Buraka Som Sistema. Sendo que no domingo o festival encerra com Xutos & Pontapés, Zero 7 e Final Fantasy.

Mas estes são apenas alguns destaques de um imenso cartaz que pode ser consultado no sítio dos promotores Música no Coração (em www.musicanocoracao.pt) , onde está também disponível informação útil para quem pretender descolar-se ao festival Sudoeste de comboio. A reter: o passe para os quatro dias do festival custa 70 euros e os bilhetes diários (que não permitem acampar no recinto) 40.