Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Comemorações do Dia Mundial dos Vizinhos

Milhares de pessoas comemoram na amanhã o Dia Mundial dos Vizinhos, através de diversas festas que se realizam de Norte a Sul de Portugal com o objetivo de cada um conhecer o vizinho do lado.

Milhares de pessoas comemoram na terça feira o Dia Mundial dos Vizinhos, através de diversas festas que se realizam de Norte a Sul do país com o objetivo de cada um conhecer o vizinho do lado, disse o responsável do projeto.     "Não queremos que sejam apenas mais umas festas. Queremos que seja uma festa em que as pessoas conheçam o seu vizinho do lado e que se possam ajudar mutuamente", afirmou à agência Lusa Sandro Bernardo, gestor nacional do projeto.     Quer seja no hall ou à porta dos prédios, quer seja nas pracetas, ruas ou passeios, são esperadas pelo menos 21.500 pessoas para comemorar o Dia Mundial dos Vizinhos em várias cidades e vilas do continente e ilhas, à semelhança do que aconteceu em 2009.     "A festa é o ponto de partida para os vizinhos confraternizarem, criarem laços de amizade e a melhor forma para isso é à mesa a comer e beber", disse, acrescentando que cada pessoa fica responsável de levar bebidas e comida para a festa.   

Festa dos Vizinhos surgiu há 5 anos 

Os resultados da confraternização ao fim de seis anos começam a surgir: "há pessoas que ficam a tomar conta da casa dos vizinhos quando estes vão de férias ou que ajudam os que mais precisam".     Na iniciativa, estão inscritos os concelhos de Lisboa, Setúbal, Sesimbra, Tavira, Sintra, Castro Marim, Vila Real de Santo António, Amadora, Horta, Sines, Coimbra, Peso da Régua, Nazaré e Évora, além de associações.     A Festa dos Vizinhos surgiu em Portugal há cinco anos, mas nasceu em 1999 em Paris (França), quando foi criado um grupo de amigos, a associação "Amigos de Paris", para mobilizar as pessoas no combate contra o isolamento, estendendo-se a 15 países da União Europeia.    *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.