Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

CGTP prevê o maior protesto de sempre

A intersindical convocou os trabalhadores de todo o país para a manifestação que hoje realiza em Lisboa contra as medidas de austeridade do Governo. (Vídeos SIC no fim do texto)

A CGTP convocou os trabalhadores de todo o país para a manifestação que hoje realiza em Lisboa contra as medidas de austeridade e prevê que este seja um dos maiores protestos de sempre.

O secretário-geral da Intersindical estima que participem "muitos milhares de trabalhadores" e que esta "manifestação poderá ser uma das maiores de sempre".

Só o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) fretou 100 autocarros para transportar os seus associados que vão integrar a manifestação.

Os organizadores tiveram de remeter a chegada dos autocarros que vão  transportar os manifestantes de todo o país para Lisboa para dois locais diferentes (Parque eduardo VII e Avenida 24 de Junho) para evitar engarrafamentos.

Três pré-concentrações

A manifestação nacional vai ser precedida de três pré-concentrações:  os professores juntam-se perto do Ministério da Educação, os trabalhadores do setor privado nas Picoas e os da função pública entre as ruas de Artilharia  1 e Joaquim António de Aguiar.   

Os participantes nas três concentrações vão depois desfilar até ao Marquês  de Pombal onde vão convergir num único desfile até aos Restauradores, sob o lema "Contra o Desemprego, Emprego com Direitos, Melhores Salários para  todos". 

Nos Restauradores vão intervir Joana Dias, pela Interjovem, João da Silva, pelo setor privado, Ana Avoila, pela administração Pública, e o secretário-geral da CGTP-IN, Manuel Carvalho da Silva.