Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

CDS diz que Sócrates pôs "um pé no chão"

O líder do CDS criticou a incoerência com o avanço do TGV.

O líder do CDS-PP considerou hoje positivo que o primeiro ministro tenha "posto um pé no chão" ao admitir adiar o novo aeroporto e a terceira travessia, mas sublinhou a incoerência da decisão com o avanço do TGV.

Numa conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa, Paulo Portas reiterou a "impossibilidade" de Portugal suportar o financiamento destes projetos e afirmou ter autoridade para dizer a José Sócrates que "quando se governa é melhor o realismo do que a teimosia".

"É uma boa notícia que o primeiro ministro tenha posto pelo menos um pé no chão. Com um país tão endividado, não é possível endividar-se mais. A questão não é o mérito de cada obra, é a possibilidade de a fazer neste momento", afirmou Paulo Portas.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.