Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Cavaco 1 - Robô 0

Surpreendido pelo trabalho no domínio da robótica, o Presidente da República não quis deixar de testar um guarda-redes mecânico.

Foi por uma multinacional portuguesa produtora de software, a Primavera BSS, em Braga, que Cavaco Silva iniciou hoje o Roteiro pela Ciência. O objectivo do Presidente da República passou por "levantar o ânimo num momento em que a economia nacional passa por uma fase menos boa".

Para Cavaco Silva, o caminho é "claramente pela diferenciação e inovação tecnológica" e que a modernização do tecido empresarial das Pequenas e Médias Empresas passa por estabelecer "interligações entre as empresas, universidades e politécnicos".

"Não nos podemos deixar cair de braços", disse Cavaco Silva, alertando para o facto das classes com menos formação académica aderirem às novas tecnologias "mais lentamente".

"O ensino tem de seguir o caminho da excelência, qualidade e disciplina. Só assim os alunos poderão sair com competência para enfrentar o mundo global", disse. Para o presidente da República, "Portugal tem de apostar forte na inovação, investigação e desenvolvimento".

Cavaco elogia Pinho

No dia em que se deu o 19.º aumento dos combustíveis em cinco meses, o Presidente da República mostrou-se preocupado.

"Se o ministro da Economia se mostrou muito preocupado e pediu urgência no parecer da Alta Autoridade da Concorrência é porque desconfia que se possa passar alguma coisa. Devemos aguardar pelas conclusões", disse.

PR marca golo

De Braga, Cavaco Silva assistiu a diversas apresentações nos laboratórios do ISEP-Instituto de Engenharia do Porto. Mostrou-se surpreendido pelo trabalho no domínio da robótica e não quis deixar de testar um guarda-redes mecânico. Cavaco enganou o robô, chutou forte e marcou golo. "Talvez Scolari pudesse avaliar as qualidades deste guarda-redes".

Pela tarde, Cavaco vai inaugurar um centro de incubação de empresas do Porto e as novas instalações da empresa Alert, em Gaia.