Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Brindar à festa do ano novo

Para a passagem de ano o espumante não pode faltar, quer seja o nosso quer seja o francês. Beba-o bem fresco, em bons copos e na melhor companhia possível. Esta selecção ficou abaixo dos €35 por garrafa.

Fundada ainda no séc. XVIII (1760), continua hoje a ser uma casa de pequena dimensão, com uma produção que não costuma exceder as 300 mil garrafas. Faz questão de se manter à margem dos grandes nomes mas é sempre uma referência segura.

Uma das casas mais antigas, fundada em 1827. Com 8 milhões de garrafas produzidas, a Mumm é a terceira maior empresa de champanhe, hoje presente em mais de 100 países. Desde 2005 pertence à Pernod Ricard, o maior grupo mundial de vinhos e bebidas

A este grupo - Vranken - pertencem marcas tão conhecidas como Pommery, Charles Lafite, Heidsieck & Cº e a Rozès (Vinho do Porto). Este Demoiselle é maioritariamente feito a partir de Chardonnay. Fino e de recorte quase feminino, é um champanhe de rara elegância

Criado alguns anos antes da Revolução Francesa (1785), este champanhe orgulha-se de pouco se ter alterado em todos os processos desde então. Sempre muito vivo e fresco, é um champanhe de agrado imediato, daqueles que todos gostam.

Produtor: Caves Transmontanas, região: Douro

Produzido no Douro, a partir de lote de uvas tintas. Apresenta-se com leve tonalidade rosada, boa estrutura, capaz de ser muito apreciado quer como aperitivo quer à mesa

Produtor: Caves da Murganheira, região: Távora-Varosa

É na região de Lamego que se produz a maioria do espumante nacional e daqui saem também os melhores dos melhores. Terras frias e altitude considerável são factores que induzem a qualidade. Este é um branco de uvas tintas, feito a partir da casta Touriga Nacional. Muito fino e delicado, será um sucesso como aperitivo e não virará a cara a acompanhar pratos de peixe cru ou pouco passado

Produtor: Bacalhôa Vinhos, região: Estremadura

A casta branca mais usada em Champanhe surge aqui, oriunda da zona do Bombarral. A designação Branco de Brancas (Blanc de Blancs) exprime esse carácter monovarietal. Este vinho é sempre colocado à venda com alguns anos, o que quer dizer que está muito mais pensado para ser bom parceiro à mesa do que como aperitivo. Ligará bem com peixes gordos fumados ou com pratos de peixes nobres em cozinhado curto

Em 15/20 minutos refresca uma garrafa de champanhe. Depois de usar conserve no congelador

Manga para Champanhe Screwpul, €12,7

Manga champanhe Vacuvin, €12,85

Para conservar o resto do vinho que não foi bebido. O vinho poderá assim durar vários dias. Quando voltar a abrir a garrafa deverá então consumir o restante champanhe.

Rolha champanhe Vacuvin, €9,1

Um kit para apreciadores e verdadeiros amantes do champanhe

Caixa com 2 rolhas, uma para abrir outra para conservar, €59,8

Incline sempre a garrafa no acto de abertura evitando qualquer acidente

Saca-rolhas champanhe, €27,85 Screwpull

Copo, modelo Schött linha Top-Ten

Para quando o espumante se destina a ser o acompanhante da própria refeição,€9

Flute, modelo Riedel Vinum

Indicado para servir o espumante como aperitivo, €16,70

Estes objectos encontram-se à venda nas lojas da especialidade

Texto publicado na edição do Expresso de 27 de Dezembro de 2008