Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Benfica quer investigação

Os encarnados defendem que a Procuradoria deve investigar o conteúdo do documento que lança suspeitas sobre Luís Filipe Vieira.

O Benfica quer que a Procuradoria geral da República (PGR) investigue o conteúdo de um documento anónimo, com o timbre da Polícia Judiciária, que levanta suspeitas sobre o presidente do clube Luís Filipe Vieira. "Se a Procuradoria recebeu que investigue tudo, porque o Benfica acredita na Justiça", declarou ao Expresso o assessor de imprensa dos encarnados, garantindo ainda que Luís Filipe Vieira não conhece o teor do documento.

No documento, revelado hoje pelo Expresso, são ainda imputadas suspeitas à procuradora geral adjunta, Maria José Morgado, que dirigiu a Equipa de Coordenação do Processo Apito Dourado (ECPAD), ao procurador de Gondomar Carlos Teixeira (que iniciou as investigações do caso) e a dois elementos da judiciária que integram a equipa de Maria José Morgado.

A PGR, o DIAP do Porto e o FC Porto confirmaram ao Expresso a recepção do dossiê. A Procuradoria adiantou que o mesmo está a ser analisado.