Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Bélgica: Primeiros resultados indicam vitória de nacionalistas na Flandres

Cerca de 7,7 milhões de eleitores foram hoje às urnas para escolher 150 deputados e 40 senadores. Os primeiros resultados confirmam a vitória do partido nacionalista N-VA na região da Flandres (de língua neerlandesa).

Os primeiros resultados parciais nas legislativas antecipadas de hoje na Bélgica indicam a vitória, sem precedente, dos nacionalistas na Flandes (norte) e dos socialistas na Valónia (sul) e em Bruxelas.

Com as urnas dos votos em papel encerradas às 15h00 (14h00 de Lisboa), as dos votos eletrónicos fecharam às 13h00 locais, os primeiros resultados confirmam o que todas as sondagens indicavam: a vitória do partido nacionalista N-VA na região da Flandres (de língua neerlandesa).

O partido de Bart De Wever deverá ter mais de 20 por cento dos votos, depois de ter feito uma campanha centrada na transformação da Bélgica numa confederação, com quase todos os poderes entregues aos respetivos governos regionais.

Formação de Governo federal em causa

Esta posição deverá ser um forte impedimento para a formação de um Governo federal, uma vez que - não havendo partidos nacionais - é obrigatória uma coligação entre formações políticas regionais e os restantes partidos, nomeadamente os francófonos, estão nos antípodas desta posição.

Na Valónia (francófona) e em Bruxelas, o vencedor deverá ser o PS de Elio di Rupio, segundo os primeiros resultados e as sondagens à boca das urnas.

Cerca de 7,7 milhões de eleitores foram hoje às urnas para escolher 150 deputados e 40 senadores.

As eleições foram antecipadas um ano depois de uma sequência de crises políticas - causadas pelas divergências entre as comunidades linguísticas - marcadas depois da terceira demissão do primeiro ministro democrata cristão Yves Leterme.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.