Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Astrónomos norte-americanos ganham Prémio da Física

A descoberta de novos dados sobre a origem do universo valeu a dois astrofísicos norte-americanos a maior distinção da Real Academia Sueca das Ciências.

Os astrónomos norte-americanos John C. Mather e George F. Smoot são os vencedores do Prémio Nobel da Física 2006, anunciou hoje em Estocolmo a Real Academia Sueca das Ciências.

Os cientistas receberam o prémio pelos seus trabalhos sobre a teoria da origem do universo e do "Big Bang". Os dois investigadores recolheram dados a partir do satélite COBE, lançado pela agência espacial norte-americana em 1989.

"Os resultados do COBE reforçaram o cenário do Big Bang para explicar a origem do universo", divulgou a Real Academia Sueca das Ciências.

O Presidente da Sociedade Portuguesa de Física, José Dias Urbano, salienta o trabalho dos dois investigadores que "colocaram o Modelo do Big Bang da origem do Universo em alicerces muito mais sólidos do que até então se encontrava" (ler artigo de opinão em relacionados).