Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Arte para ver e comprar

A maior feira de arte nacional volta a ter lugar na FIL. A Arte Lisboa abre na quarta-feira para convidados, quinta para o público em geral. Veja algumas das obras que vão estar à venda.

Para os coleccionadores ou para os simples apreciadores de arte, esta é a altura do ano em que é possível ver num único local as novas obras que a generalidade das galerias portuguesas e algumas estrangeiras têm para vender. A Arte Lisboa 2006 prepara-se para abrir portas na quarta-feira (o dia da inauguração será apenas por convite) na FIL.

O certame, que se realiza anualmente desde o ano 2000, tem vindo a afirmar-se como a grande feira do mercado nacional de arte. O ano passado foi visitado por cerca de 14.600 pessoas, número que os organizadores esperam vir agora a superar.

Nesta edição estão presentes 64 galerias, 19 das quais estrangeiras. Como novidades há cinco galerias portuguesas em estreia: Antiks Design, Art Lounge, MCO, Plumba e Sete. Entre as estrangeiras, destaca-se a representação espanhola com 13 galerias, há o regresso de duas brasileiras e presenças singulares da Alemanha, Hungria, México e Cuba.

Paralelamente às mostras das diversas galerias, a feira volta a contar com um ciclo de debates que reúne artistas, coleccionadores, críticos, comissários e responsáveis de museus. Organizados pela revista «on-line» ArteCapital, vão abordar temas como a “Intercracia=Demonet: plataformas digitais na era do excesso de informação”, “A arte de coleccionar arte”, “Artistas emergentes e curadores” e “Arte digital e media art”.

O programa “Arte Kids” será destinado a crianças entre os 3 e os 12 anos, consistindo numa série de actividades lúdicas nas quais os mais pequenos são desafiados a realizar “visitas-jogos” aos diversos «stands» da feira. A partir de um mapa e de imagens de fragmentos de obras, vão ter de descobrir onde elas se encontram expostas. A ideia do jogo passa por os levar a explorar temas, narrativas, suportes, assim como as diferentes texturas. No atelier das crianças, terão depois ao seus dispor materiais para criarem as suas próprias obras.

À margem do público em geral, a Arte Lisboa conta com algumas iniciativas destinadas exclusivamente a coleccionadores, institucionais ou privados. Haverá visitas especificas a colecções como a da Fundação Elipse ou do Banco Espírito Santo realizadas para o Clube dos Coleccionadores (criado no ano passado).

Para o público em geral a Arte Lisboa decorre entre os dias 9 e 13, das 16h às 22h.