Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Arraial Pride: Noivos de Santo António... mas do mesmo sexo

Catorze dias depois dos casamentos de Santo António, hoje à noite esperam-se os noivos do Arraial Pride, a decorrer no Terreiro do Paço, em Lisboa. (Ver vídeo no fim do texto)

Ainda não há inscrições, mas os apaixonados mais criativos podem carimbar hoje o passaporte para a Grécia através de um concurso no Arraial Pride, a decorrer no Terreiro do Paço, em Lisboa.

Este é o destino da lua de mel para o par do mesmo sexo que apresentar o pedido de casamento mais original no "Welcome Center" do Arraial. O amor e a criatividade ainda dão direito a um copo de água. 

Este é um arraial que cumpre a sua 14.ª edição seguindo a "filosofia de inclusão, dirigido a todas as pessoas e todas as famílias", lembrou Paulo Côrte-Real, presidente a ILGA -- Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero.

"Este ano há um motivo adicional de celebração. É com muito orgulho que se de mais um passo na luta pela igualdade com a aprovação do casamento para todas as pessoas", acrescentou. 

Porém, é necessária "energia renovada" para continuar a "luta", nomeadamente pelas questões da parentalidade. 

"Famílias já nós somos", referiu o ativista, lembrando que os filhos de casais do mesmo sexo só podem ver um deles reconhecido legalmente. 

"Também é uma questão de discriminação, mas muito mais de desproteção. E a nossa sociedade tem de saber proteger as suas crianças, esta é uma questão prioritária", afirmou. 

Para Paulo Corte-Real, vai manter-se a luta contra a lei que regula as técnicas de Procriação Medicamente Assistida, que "exclui casas do mesmo sexo e mulheres solteiras". 

O Arraial ainda inclui os "queer games", como duelo das manicuras e o desfile das nazarenas, não só pela diversão, mas também para "brincar com os estereótipos" associados aos homossexuais.  

Pelas 23h00 está previsto um "grande brinde pela igualdade", no qual marcarão presença representantes do Bloco de Esquerda, Partido Ecologista Os Verdes, Partido Socialista e ainda por confirmar o Partido Comunista Português. 

Até às 04:00 da madrugada vão decorrer concertos, sendo cabeça de cartaz, o grupo Chicks on Speed.  

No ano passado, o arraial juntou 10 mil pessoas, este ano "com um motivo extra de orgulho", como lembrava Paulo Corte-Real, só no final da noite ou talvez princípio da manhã se façam as contas.