Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Amorim na Universidade Católica

Depois da cortiça, da banca, dos combustíveis e de muitos outros negócios, Américo Amorim liga, também, o seu nome ao ensino.

Américo Amorim é o nome do novo edifício da Universidade Católica do Porto, um investimento de três milhões de euros que contou com o apoio do empresário de Mozelos, Santa Maria da Feira, como mecenas.

O novo edifício que o Centro Regional do Porto da Universidade Católica inaugura amanhã destina-se a actividades de investigação, com salas de aula, gabinetes, anfiteatros e zonas de trabalho para centros de investigação.

Com 4.500 alunos no Porto, a Universidade Católica procura, através do novo edifício, reajustar as suas instalações no campus da Foz em função das alterações recentes, como a implementação do processo de Bolonha e a oferta de novos cursos, reforçando, simultaneamente, a aposta na investigação.

Para Américo Amorim, esta é uma nova área de intervenção. Com uma fortuna criada a partir do negócio da cortiça e participações estratégicas noutras áreas, dos combustíveis à banca, o empresário detem, entre outras, posições de  33% na Galp e de 7,75% no Banco Popular. Há uma semana, anunciou, também, a criação de um novo fundo de 100 milhões de euros para aproveitar oportunidades de negócio que surjam com a actual conjuntura de crise económica.