Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Ameaças devem ser "levadas a sério" mas não há "razões para alarme"

Presidente da República comentou as ameaças terroristas sobre Portugal, mas assumiu confiança nos serviçios portugueses de segurança.

O Presidente da República, Cavaco Silva, disse hoje que, de acordo com as informações de que dispõe, as últimas informações de ameaças terroristas devem ser "levadas a sério" mas que não há "razões para alarme".

"Confio que os serviços de segurança nacionais estão a acompanhar todas essas informações", afirmou Cavaco Silva em Coimbra, à margem de uma visita de dois dias à Beira e Douro Litoral, no âmbito das II Jornadas do "Roteiro para o Património", para defesa, valorização e promoção do património português.

"Não há razões para alarme", reforçou o Chefe de Estado sobre o facto de Portugal, França, Reino Unido e Espanha terem sido alertados pela secreta espanhola para riscos de atentados durante o périplo europeu do presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, sublinhando que confia nos serviços portugueses de segurança.

O chefe de Estado paquistanês iniciou domingo uma visita a vários países europeus como Bélgica, França, Grã-Bretanha e Suíça.