Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Aluno morre depois de ser esfaqueado no refeitório

O jovem, aluno do Colégio de Pina Manique, morreu na sequência de confrontos ocorridos no refeitório, que terão envolvido alunos do colégio e jovens estranhos à instituição, que invadiram as instalações. A PJ já deteve um grupo de 30 suspeitos.

Rui Gustavo e Ricardo Marques

 

Trinta jovens foram interceptados pela PSP na sequência dos confrontos desta tarde, no Colégio de Pina Manique, em Belém, que provocaram a morte de um rapaz de 18 anos, aluno da Casa Pia de Lisboa, esfaqueado no peito.



As autoridades estão neste momento a investigar os motivos do ataque, levado a cabo por jovens estranhos à instituição. A arma do crime terá sido entretanto recuperada pelas autoridades. Não se sabe, para já, se o autor da facada que matou o rapaz está entre os detidos.

Os trinta indivíduos interceptados pela PSP estão agora a ser interrogados, com vista a esclarecer o seu envolvimento no crime e também, segundo a PSP, a apurar a existência de rivalidades que possam explicar a invasão do colégio.



No local estiveram também inspectores da PJ, que ouviram várias testemunhas e procederam à recolha de vestígios.

O aluno da Casa Pia de Lisboa, de 18 anos, foi assassinado à facada, esta tarde, cerca das 13h, durante confrontos no refeitório do Colégio de Pina Manique, na zona de Belém, em Lisboa.



De acordo com a PSP, o grupo que entrou no colégio de Pina Manique, em Belém, era constituído por cerca de 15 a 20 indivíduos. Os jovens ignoraram as ordens dos elementos de segurança privada colocadas no portão principal e dirigiram-se para o refeitório.

Nos confrontos terão estado envolvidos alunos do colégio e jovens estranhos à instituição, que invadiram as instalações. A vítima, atingida com uma arma branca no tronco, ainda foi transportada ao Hospital de S. Francisco Xavier, na zona do Restelo, mas acabou por falecer.

Inspectores da brigada de homicídios da PJ de Lisboa encontram-se neste momento no local, desconhecendo-se para já as circunstâncias em que terá ocorrido o crime. Vários agentes da PSP estão também na zona.