Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Adesão de 95% à greve de empresas de recolha do lixo

A adesão à greve na Valorsul e Amarsul, empresas que asseguram a recolha e tratamento de lixos urbanos de Lisboa e da margem sul do Tejo, ronda os "95%", revelou fonte sindical.

A adesão à greve na Valorsul e Amarsul, empresas que asseguram a recolha e tratamento de lixos urbanos de Lisboa e da margem sul do Tejo, ronda os "95 por cento", disse hoje à Lusa fonte sindical.   "Estão praticamente paralisadas todas as instalações da Amarsul e da Valorsul", disse à Lusa o presidente do SINQUIFA - Sindicato dos Trabalhadores da Química, Farmacêutica, Petróleo e Gás do Centro, Sul e Ilhas, Delfim Mendes.     As administrações das duas empresas, contactadas pela Lusa, não adiantaram valores da adesão à greve afirmando que ainda estão a recolher dados.     Os trabalhadores da Valorsul e da Amarsul exigem uma atualização salarial e contestam o congelamento de salários decidido pela administração de cada uma das duas empresas.     "Não é aceitável que não haja uma atualização salarial para estes trabalhadores", frisou Delfim Mendes, lembrando que a Valorsul registou os melhores resultados de sempre em 2009.  

Descontentamento dos trabalhadores 

"Não se compreende, por isso, que não haja sequer uns cêntimos para distribuir pelos trabalhadores", disse.     O sindicalista considera que a adesão à greve "mostra o descontentamento e o sentimento de injustiça por parte destes trabalhadores e defende a necessidade de se encontrar uma "solução salarial" nas duas empresas.      A greve na Amarsul termina às 24:00 desta terça feira. Na Valorsul a paralisação vai até às 08:00 de quarta feira.     A greve dos trabalhadores da Amarsul e da Valorsul deverá afetar os concelhos de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Setúbal, Sesimbra (Amarsul), Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira (Valorsul).     *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.