Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Academia distingue trabalhos na área da genética

Roger Kornberg, norte-americano, 59 anos, ganhou o Prémio Nobel da Química 2006 pelo seu contributo no processo de transcrição genética.

Roger Kornberg venceu hoje a corrida ao Nobel da Química, graças ao seu contributo sobre como a informação contida num gene é copiada e transferida para as partes das células que que produzem proteínas.

"Compreender como funciona a transcrição tem uma importância médica fundamental", salientou a Academia Real Sueca na cerimónia de anúncio do vencedor, em Estocolmo.

O investigador norte-americano contribuiu para uma melhor compreensão de alterações genéticas que ocorrem em doenças como o cancro, insuficiência cardíaca e vários tipos de inflamação.

Claudina Rodrigues-Pousada, professora catedrática do Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa (ITQB/UNL),  situa o trabalho do galardoado "no âmbito da investigação que designamos por fundamental" (ver relacionados).