Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

23% dos portugueses fumam

Quase um em cada quatro portugueses fumam e a maioria são homens e consomem cigarros, indica um inquérito Eurobarómetro hoje divulgado em Bruxelas.

Quase um em cada quatro portugueses (23 por cento) fumam, percentagem que está abaixo da média dos Estados-membros da União Europeia (UE27 29 por cento), e a maioria dos fumadores (79 por cento) consome cigarros, indica um inquérito Eurobarómetro hoje divulgado em Bruxelas.

O Eurobarómetro, publicado no âmbito do Dia Mundial Sem Tabaco, que se assinala na segunda feira, mostra também que há mais homens (Portugal 30 por cento, UE 35 por cento) do que mulheres (PT 17 por cento, UE 25 por cento) a fumar.

Tempo mata vício

Por outro lado, o maior número de fumadores encontra-se na faixa etária dos 40 aos 54 anos (PT 35 por cento, UE 35 por cento), seguindo-se a dos 25-39 (PT 32 por cento, UE 37 por cento) e dos 15-24 (PT 22 por cento, UE 35 por cento). 

Com mais de 55 anos apenas oito por cento dos portugueses e 17 por cento da média dos europeus dizem ser fumadores. 

A maioria dos portugueses (64 por cento) dizem nunca ter fumado (UE 49 por cento) e 13 por cento (22 por cento UE) respondem já ter deixado de fumar.

15 cigaros por dia

A média diária de cigarros consumidos é de 15,5 em Portugal e 14,4 na média da União Europeia (UE). 

Em relação à exposição passiva ao fumo no local de trabalho, 81 por cento dos portugueses dizem nunca ou quase nunca a sofrerem (UE 76 por cento).

Também nos restaurantes a maioria dos respondentes diz estar isenta da exposição ao fumo de tabaco (PT 82 por cento, UE 69 por cento). 

Marcas esolhidas pelo sabor

Em relação aos fatores que influenciam a escolha de uma marca específica de tabaco, a maioria dos fumadores disse ser o sabor (PT 81 por cento, UE 78 por cento), seguindo-se o preço (PT 51 por cento, UE 50 por cento), o teor de nicotina e níveis de monóxido de carbono (PT 51 por cento, UE 39 por cento) e, por fim, a embalagem (PT 19 por cento, UE 15 por cento).

Sobre as políticas de combate ao tabagismo, a maioria concorda com os avisos colocados nos maços de tabaco (PT 75 por cento, UE 75 por cento) e com a aplicação de um imposto especial sobre estes produtos (PT 64 por cento, UE 67 por cento).

Em Portugal foram realizadas, pela TNS Euroteste, 1.031 entrevistas entre os dias 2 e 18 de outubro passado sobre esta matéria.

Este texto foi escrito ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.