Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

101 mortos e 15 milhões de desalojados na China

Aldeão passa junto a uma casa destruída pelos temporais em Xinhua, na província chinesa de Hunan

Zhao Zhongzhi/AP

Temporais causaram inundações, deslizamentos de terras, roturas em diques, estragos em pontes, estradas, postes de energia e de telecomunicações em 11 províncias do sul da China.

<#comment comment="[if gte mso 9]> Normal 0 false false false MicrosoftInternetExplorer4 <#comment comment="[if gte mso 9]> <#comment comment=" /* Font Definitions */ @font-face {font-family:Tahoma; panose-1:2 11 6 4 3 5 4 4 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:1627421319 -2147483648 8 0 66047 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:72.0pt 90.0pt 72.0pt 90.0pt; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} "> <#comment comment="[if gte mso 10]>

As tempestades que desde há duas semanas afetam o sul da China já provocaram 101 mortos e 15 milhões de desalojados, noticia a imprensa chinesa. 

Os temporais causaram inundações, deslizamentos de terras, roturas em diques, estragos em pontes, estradas, postes de energia e de telecomunicações em 11 províncias, nomeadamente, Cantão, Fujien, Guangxi e Hunan. 

Os prejuízos económicos diretos atingem os 8000 milhões de yuan (952 milhões de euros).

Desde 1951 que não chovia assim

De acordo com a imprensa, as províncias de Cantão e Jiangxi estão a ser atingidas pelas piores chuvas desde 1951. 

Nas províncias de Cantão, Jiangxi, Hunan e no município de Chongqing ficaram destruídos 677 000 hectares de cultivo. 

A previsão meteorológica aponta para os próximos três dias a continuação das chuvas e temporais no sul da China. 

***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico*** 

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.