16
Anterior
Lençol com inscrição de IPO vendido em Aveiro (vídeo)
Seguinte
Barco invade Avenida Marginal e condiciona trânsito (fotogaleria)
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Winehouse morreu por excesso de álcool

Winehouse morreu por excesso de álcool

Investigação policial inglesa detetou que Amy Winehouse tinha uma taxa de alcoolemia suficiente para a fazer "deixar de respirar e entrar em coma".
Lusa |
Winehouse morreu por excesso de álcool

A causa da morte da cantora inglesa Amy Winehouse, a 23 de julho, terá sido uma taxa elevada de alcolémia no sangue, segundo uma investigação policial divulgada hoje em Londres.

Na abertura do inquérito oficial à morte de Amy Winehouse, a juíza Susann Greenway afirmou hoje que a morte da cantora foi "acidental" e que tinha sido registada uma taxa de alcolémia de 416 miligramas por litro de sangue, suficientes para "deixar de respirar e entrar em coma".

Várias testemunhas já tinham afirmado que Amy Winehouse esteve várias semanas sem beber álcool, mas no dia em que foi encontrada sem vida no apartamento em Londres, a polícia encontrou também três garrafas de vodka.

Só álcool e sem drogas


Em agosto, a família da cantora afirmou que as análises preliminares descartavam a presença de "substâncias ilegais" no organismo, apenas álcool.

A cantora morreu no dia 23 de julho, em casa, em Londres, aos 27 anos e, apesar de se ter especulado que teria sido de overdose - por causa dos recorrentes problemas com álcool e drogas -, as autoridades não chegaram na altura a uma conclusão em relação às causas da morte, remetendo um relatório completo para outubro.

Amy Winehouse deixou dois álbuns editados, "Frank" (2003) e "Back to Black" (2006), que voltaram rapidamente ao top de vendas do Reino Unido depois da sua morte.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 16 Comentar
ordenar por:
mais votados
Hummm...
Que conclusão tão estranha !
A Amy Winehouse com alcool no sangue ?! Não teria sido antes...sangue no alcool ?
who cares?
 
Re: who cares?
Re: Winehouse morreu por excesso de álcool
Ela era uma excelente artista, e pelas mais variadas razoes da vida dela refugiou-se nas drogas, mas para os habituais linchadores de serviço - que provavelmente nem conheciam o seu trabalho - o que interessa é o facto de ela ser uma drogada, como se o facto de se ser toxicodependente ser sinonimo de criminoso e não de alguém doente que necessita de ajuda.
Re: Winehouse morreu por excesso de álcool
Muito bem!
Re: Winehouse morreu por excesso de álcool
Um exemplo que não deve ser seguido...

Um exemplo que não deve ser seguido... Pobre criatura, deixou-se enredar pelas teias do vícios. Tentou, não conseguiu sair...

Que sirva de exemplo à juventudes e aos repectivos responsáveis.
correcção
416 mg/L = 0,416 g/L (nem sequer é crime!)

A notícia original faz mais sentido:

416 mg/ 100 mL = 4,16 g/L (> 3,5 g/L letal)
Re: correcção
Extraordinário!!!
3 meses para se descobrir uma coisa que um teste do balão acusa num espaço de segundos... E que qualquer análise sanguínea acusa no espaço de umas horas...
Para mim, é evidente que alguém quer escamotear a causa da morte desta senhora. Só não percebo porquê.. Drogada, bêbeda, que diferença faz?
Re: Extraordinário!!!
Re: Extraordinário!!!
Re: Extraordinário!!!
mas que raio interessa?
alcoolica ou drogadita faz alguma diferença? foi uma "overdose" de alcool afinal de contas... era uma junkie, ponto!
palavras para quê ?
qual é o problema dos velhosd catatónicos que escrevem aqui no expresso??

falta de sexo?

normal...90% deles já nem a próstata deve ter.

mas a mulher fez mal a alguem parta além dele própria e aos familiares diretos?

go fuck yourselfs

Comentários 16 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub