Anterior
Dois jovens desapareceram na praia do Canidelo
Seguinte
WikiLeaks: Líder do PSD desvaloriza opiniões dos EUA
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   WikiLeaks Portugal: Expresso revela negócios ruinosos na Defesa

WikiLeaks Portugal: Expresso revela negócios ruinosos na Defesa

O Expresso começa hoje a publicar, na edição em papel, uma análise e investigação sobre o que o WikiLeaks tem sobre Portugal. Ministério da Defesa condena a divulgação de documentos oficiais. (Veja o vídeo)


Opinião


Multimédia

E que tal uma canjinha de pato?

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Piza de manga com estragão e canela

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?


Comentários 116 Comentar
ordenar por:
mais votados
Filão
Parece-me que o Expresso acordou demasiadamente tarde para este caso.
O WikiLeaks de início teve grande impacto, mas agora entrou no reino das banalidades.
E ainda por cima com as suspeitas que recaiem sobre ele e que levou a Justiça inglesa a entregá-lo a Bruxelas e possívelmente acabará por ir parar aos EUA.
Aí, então, a coisa piará muito mais fino !
A sua credibilidade está em causa !
Era ,não tem razão:parabéns ao Expresso!
Re: Era ,não tem razão:parabéns ao Expresso!
Re: Era ,não tem razão:parabéns ao Expresso!
Re: Era ,não tem razão:parabéns ao Expresso!
Santos Silva,politicamente conivente no silêncio
Re: Era ,não tem razão:parabéns ao Expresso!
Os negócios NOJENTOS dos politicos
Re: Filão
Re: Filão
Re: Filão
Re: Filão
Re: Filão
Re: Filão
Re: Filão
Re: Wikileaks indispensável!!!
Re: Elementar caro amigo ...
Submarinos
Sabem dizer-me quem governava em Portugal no ano de 2009 ?
Isto a propósito da compra dos submarinos !
Afinal a culpa não parece ficar-se sòmente por António Guterres e Paulo Portas!
Há mais "actores" envolvidos no processo.
Re: Submarinos
Re: Submarinos
Re: Submarinos? Para apagar incêndios...
Re: Submarinos? Para apagar incêndios...
Re: Submarinos? Para apagar incêndios...
Re: Para além disso ...
Yanks hipócritas
A desfaçatez do embaixador é inacreditável. Só faltavam agora os Yanks a darem palpites a outros países soberanos sobre brinquedos miltares caros e desnessários. A única tarefa desse indivíduo é defender os interesses dos EUA e dos cidadãos norte-americanos em Portugal. Pugnar pelos interesses territoriais e de segurança de Portugal não lhe compete e nem sequer interessa ao seu patrão.

Se Portugal tivesse comprado submarinos e fragatas Americanos, então já seria o melhor investimento do mundo, para "orgulho" dos Yanks.

Grandes hipócritas!
Re: Yanks hipócritas
Tiranos
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Re: Yanks hipócritas
Relatório?
Re: Relatório?
Re: Relatório?
Re: Relatório?
Toys `R' Us
Re: Toys `R' Us
Re: Toys `R' Us
Re: Toys `R' Us
Re: Yanks hipócritas
Submarinos
Re: Submarinos
Re: Submarinos
Re: Submarinos
Re: Submarinos
Re: Submarinos
Re: Yanks hipócritas
Não percebo o seu problema
Re: Não percebo o seu problema
Re: Não percebo o seu problema
Re: Não percebo o seu problema
Re: Não percebo o seu problema
Re: Não percebo o seu problema
Re: Não percebo o seu problema
Re: Yanks hipócritas Portugueses parvos
Ministério da Defesa o reino da irresponsabilidade
Se a comunicação social não estivesse comprada e houvesse jornalismo de investigação em Portugal isto não acontecia, pois já tinha vindo a publico faz muito tempo.

Felizmente vão aparecendo as "WikiLeaks" que se substituem ao jornalismo bacoco que se faz nesta republica das bananas e trazem a publico as verdades.
Verdades que incomodam... E muito !!!

“Portugal é um país de generais sentados”

Grande tirada...

“Que tem mais generais e almirantes por soldado do que quase todas as Forças Armadas modernas”

Porra...Outra grande tirada...

Verdades que incomodam... E como...

Pelo mesnos se salvam as comissões para alguns... E o orgulho de termos brinquedos caros para os mais patriotas...

E durma-se com um baralho desses...
Re: Verdades que incomodam... E muito !!!
Re: Verdades que incomodam... E muito !!!
Re: Verdades que incomodam... E muito !!!
Muda-se o moleiro
Mas nunca se muda o sistema de seriedade que esta democracia nos tem brindado.
Somos um povo raro com capacidades de adaptação algo extraordinário.
Somos grandes em tudo
Até na corrupção e criminalidade ao mais alto nível.
Al Capone era um menino de coro ao pé desta gente.
Dignificante esta Assembleia da Republica e tão sérios dignificantes representantes.
Nemhum comentário sobre o «rombo nos submarinos?»
... Cá para mim andam com medo do «Kadhafy» cá do sitio, ou então do «pastor alemão» que anda à ré das Forças Armadas.
Afinal...
... Qual e a noticia? Onde estao os factos?

Que jornalismo de retrete!!!!

Kurrusivo
Re: Afinal...
Talvez se esqueçam que...
Talvez se tenham esquecido que:
O Sr. embaixador estava então ao serviço de George Bush de má memória;
O Sr. George Bush, como conservador que é nunca apoiaria em Portugal um governo de esquerda;
O sr. embaixador preferia que os nossos generais estivessem no Iraque a matar inocentes do que estarem sentados em Portugal, sinal que estamos em Paz;
O sr embaixador considera que os submarinos comprados por Paulo Portas, não passam de simples brinquedos, mas que ele e o seu patrono tanto gostam;
O sr. embaixador considera que o então ministro da defesa Severiano Teixeira era fraquinho, ora para que ter um ministro forte, se não estamos em guerra contra ninguém;
Por fim estas publicações surgem agora pela mão do Sr. Balsemão, dono deste jornal que ataca tudo que seja á esquerda, com o firme propósito de ajudar o afilhadito Passos Coelho a chegar mais depressa ao poder que tanto almejam a algum tempo.
Re: Talvez se esqueçam que...
Segredos da treta
Esta importância dada à Wikileaks é estúpida e desnecessária.
Ao cabo e ao fim, aquilo que tem sido publicado, não é mais do que toda a gente pensa mas que, por razões várias, não diz. Ou se diz, não tem qq. relevância porque também não são pessoas importantes.
Por isso, virem lá as agulhas para outro lado porque para este peditório da Wikileaks já demos o suficiente.
O rapazito dono da empresa já teve o seu momento de glória.
Inventem lá outras coisas para entreter o pessoal que esta já não dá. São só banalidades conhecidas de todos.
queijos e presuntos
uiiiiiiiiii,isto esta cheio de teddys boys que guardam o protagonismo tal qual os saloios dos generais e sarjolas e politicos destintos na formação do quejo e do presunto,portugal é o que é ás trinta e seis anos ,é só teddy boys do presunto e bons queijos pá,a maior parte destes tipos vive completamente alianado da presente vida em portugal!!!
"JÁ SE SABIA"
Qualquer pessoa de bom senso sabia que embora os submarinos (a poderem-se comprar) são um ótimo meio para vigilância e de certo modo uma arma que assusta às primeiras Portugal deveria ter como prioridades absolutas o control das águas Portuguesas e costa.
Os tão falados "patrulhões andam a ser feitos aos pingos porque as luvas devem ser pequenas e por aí fora...
O costume.
Kácus
Re:
Re:
Tudo verdades ...
O que os Americanos dizem são obviamente TUDO VERDADES, só que são daquelas que muitos portugueses ainda queriam deixar debaixo do tapete.

        Os nossos politicos são fraquinhos - é apenas uma forma elegante de dizer o que nós bem sabemos

        Os submarinos são um investimento megalómano e dispensável - idem aspas

        Gostamos de nos meter em bicos dos pés e fazer vista com o que não temos - faz lembrar alguma coisa??

          De facto não existe aqui grande notícia APENAS porque só não sabia já disto os ditos "cegos que não querem ver" .... que como o povo bem sabe são os piores.
Re: Tudo verdades ...
Re: Tudo verdades ...
Re: Tudo verdades ...Autonomia F16
Repararam na ironia?
Repararam na ironia, o embaixador de um país que vez por outra acusa a Europa de não gastar o suficiente em defesa, e que nos telegramas assume-se claramente como lóbi de venda de material de guerra Americano, a mostrar o que pensa dos seus potenciais compradores: crianças que gostam de brinquedos caros para não ficar atrás dos seus colegas?

Eu nem sequer vou contrariar esta afirmação, porque temo muito que ela seja verdade: quantos biliões ganham com a venda destes brinquedos, um país como os Estados Unidos? O empolamento das necessidades de segurança para venda e compra de armas é uma verdade que a esquerda sempre assumiu como sendo a realidade, e é delicioso ver a sua principal Nemésis reconhecer isso mesmo num telegrama "estrangeiros não ler".

Mas independentemente da ferida no ego e desencanto pela forma como o nosso aliado mais forte nos vê, não é má ideia aproveitar as revelações para fazer uma retrospecção, ver se o que ele diz está correcto (viu-se que muito não está) ou não, e resolver os nossos problemas. Se termos brinquedos caros não nos trás respeito, talvez seja altura de descermos à terra, e fazermos nós próprios os nossos brinquedos, de forma a que fiquem mais baratos. Serão menos fiáveis, mas que fiabilidade trazem 2 submarinos que bastam 2 golpes de sorte para parar? Quantas lanchas poderíamos ter construido com o dinheiro daqueles? Acrescentar uma pergunta nova às nossas análises: precisamos mesmo ou é apenas um brinquedo caro?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Re: Repararam na ironia?
Comentários 116 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub