Siga-nos

Perfil

Expresso

Web Summit

Web Summit começa hoje

São esperadas mais de 50 mil pessoas em Lisboa, na maior conferência de empreendedorismo, tecnologia e inovação da Europa. Milhares de pessoas chegaram durante o fim de semana e o aeroporto da capital foi o primeiro ponto de troca de contactos para futuros negócios

Chamada de "Davos para Geeks", a Web Summit realiza-se este ano pela primeira vez em Lisboa, na Meo Arena e na FIL, até 10 de novembro. Junta eventos paralelos que juntarão os mais institucionais e os mais informais, em momentos de discussão, mas também de descontração, como a Night Summit e os Pub Crawls.

A sessão de abertura, às 18:00, conta com a participação do primeiro-ministro, António Costa, de Paddy Cosgrave, fundador e CEO da Web Summit, do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, acompanhado pelo secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos e pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho. Em simultâneo, decorre a abertura do Lisbon Global Forum.

A sessão de abertura conclui-se com um jantar oferecido aos convidados pelo primeiro-ministro António Costa, no Palácio da Ajuda.

A cimeira tecnológica que nasceu em 2010 na Irlanda, e que se realiza pela primeira vez em Portugal, vai manter-se em Lisboa até 2020 e poderá prolongar-se por mais dois anos, havendo uma expectativa de retorno financeiro na ordem dos 175 milhões de euros para a edição de 2016.

Os mais de 50.000 participantes são oriundos de mais de 165 países. Entre eles, destacam-se Portugal (7.787), Reino Unido (7.486), Alemanha (4.175) e Irlanda (4.058).

Participam mais de 20.000 empresas, mais de 2.000 startups, 150 delas nacionais de topo, 663 oradores, 1.500 investidores, 7.000 presidentes executivos de empresas de tecnologia, desporto, moda, música e saúde, entre outras.

No Meo Arena e na FIL estarão montados 15 palcos temáticos, onde decorrerão 21 cimeiras temáticas: código, dados, conteúdo, design, empresas, moda, tecnologia de saúde, marketing, dinheiro, música, sociedade e universidade start-up e máquina.

Com Lusa