Siga-nos

Perfil

Expresso

Web Summit

Medina “vende” Lisboa como exemplo de uma sociedade aberta

Tiago Miranda

O autarca da capital, que falava perante investidores de capital de risco e o fundador da Web Summit, apresentou Lisboa como “uma das mais dinâmicas e vibrantes capitais da Europa”, no turismo, serviços financeiros e imobiliário. “Ainda mais importante do que isso, Lisboa é uma das cidades mais abertas que podem encontrar”

O presidente da Câmara de Lisboa defendeu esta manhã que o desafio da capital com a Web Summit é uma "parceria de longo prazo" e apresentou o ambiente aberto da cidade como uma das suas mais-valias.

"O nosso desafio com a Web Summit é uma parceria de longo prazo, não apenas para este evento correr bem, mas de como podemos usá-lo para trazer mais crescimento às empresas que vêm à Web Summit, como podemos dar mais oportunidades aos financiadores, como podemos dar mais oportunidades a alguém que queira viver e crescer em Lisboa", afirmou Fernando Medina.

O autarca da capital, que falava perante investidores de capital de risco e o fundador da Web Summit, Paddy Crosgrove, apresentou Lisboa como "uma das mais dinâmicas e vibrantes capitais da Europa", no turismo, serviços financeiros e imobiliário: "Ainda mais importante do que isso, Lisboa é uma das cidades mais abertas que podem encontrar".

"Sabemos o que se está a passar no mundo, estamos muito conscientes dos riscos do que se passa no mundo, do que se passa em França, do que se passa na Grã-Bretanha, do que se passa nos Estados Unidos com as eleições", sustentou.

"Sabemos os riscos de uma sociedade fechada. A primeira baixa numa sociedade fechada é a inovação, as primeiras vítimas de uma má política são precisamente aquilo que todos vocês representam", disse.

O autarca sublinhou o seu "forte comprometimento" em manter Lisboa "uma cidade aberta, uma cidade para todos, em que a inovação possa crescer e florescer, onde todos, independentemente da nacionalidade, género, religião, ideologia, possam sentir que estão em casa e podem expandir o seu potencial e ter uma oportunidade".

Na sessão de abertura da Venture Summit, no âmbito da Web Summit, que decorre no Palácio de Xabregas, na zona oriental de Lisboa, Paddy Cosgrave salientou que estão "1400 investidores acreditados" e desses um grupo de 500 presente naquele evento.

"Durante os próximos três dias, já temos cerca de três mil reuniões pré-estabelecidas entre investidores e startups que trabalham muito perto com os maiores fundos de todo o mundo e têm estado a expandir o nosso trabalho para uma base de investidores muito maior", afirmou.

A Web Summit é uma conferência global de tecnologia, inovação e empreendedorismo que decorrerá até quinta-feira, na qual são aguardados mais de 50.000 participantes, de mais de 165 países, incluindo mais de 20.000 empresas, 7000 presidentes-executivos e 700 investidores.

Entre os oradores, estarão os fundadores e presidentes executivos das maiores empresas de tecnologia, bem como importantes personalidades das áreas de desporto, moda e música.