16 de abril de 2014 às 16:12
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Vulcão acorda de 'sono' de 115 anos

Vulcão acorda de 'sono' de 115 anos

Após 115 anos a "dormir", o vulcão Tongariro entrou em erupção, na Nova Zelândia, ontem, mas entretanto já acalmou e parece estar novamente a "adormecer".
Lusa
O vulcão Tongariro estava "adormecido" há 115 anos Getty O vulcão Tongariro estava "adormecido" há 115 anos

O vulcão Tongariro, localizado na parte central da ilha norte da Nova Zelândia, entrou em erupção durante a noite de terça-feira, expelindo lava até um quilómetro de altura e num raio de seis mil metros, depois de 115 anos de inatividade.

As autoridades do país mantiveram o alerta no nível dois (risco baixo) e recomendaram aos residentes na região para evitarem o contacto com a nuvem de cinzas lançada pelo vulcão.

A proteção civil descartou a possibilidade de emitir uma ordem de retirada da população.

Voos atrasados


O tráfego aéreo foi, no entanto, afetado, com atrasos registados em vários voos, de acordo com a Autoridade de Aviação Civil da Nova Zelândia.

"Esperamos que a atividade vulcânica deva continuar por várias semanas", disse o organismo da Nova Zelândia responsável pela medição da atividade vulcânica, GeoNet, em comunicado.

"A erupção apanhou-nos de surpresa. Temos monitorizado a área depois de vários terramotos, mas não esperávamos esta atividade", disse Michael Rosenberg, vulcanólogo especialista, à televisão pública da Nova Zelândia.

A última grande erupção do vulcão Tongariro data de 1897.

Vulcão já acalmou


Quinta-feira, no dia seguinte à erupção, o vulcão Tongariro parece estar novamente a "adormecer", dizem os especialistas, ainda que o cenário só possa ser confirmado a 100% daqui a algumas semanas.

Depois da erupção se ter estendido por mais de 1 quilómetro, a atividade do vulcão acalmou e não se registaram quaisquer feridos.

O fumo do vulcão também se dissipou, pelo que não houve mais voos afetados.



Veja a fotogaleria:
Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Vamos acordar
Está mais do que na hora de cuidarmos, com amor, de nosso planeta. A natureza nos recorda, a cada dia, e, há muito tempo, o nosso dever de cuidar de nossa casa, o planeta terra.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub