19 de abril de 2014 às 12:30
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  A Tempo e a Desmodo  ⁄  Viva José Sócrates!

Viva José Sócrates!

Henrique Raposo (www.expresso.pt)

Estou muito feliz, meus amigos. Muito mesmo. Aliás, estou que nem posso. Estou muito contente com o governo. Porque ontem, no parlamento, o actual governo fez um discurso mui interessante. Pela voz do ministro Teixeira dos Santos, o executivo disse o seguinte ao país: acabou a Era do crédito fácil, e, por isso, a governação socialista vai ter de mudar (está visto que o governo gosta de me ler ). Mais: Teixeira dos Santos afirmou que o país tem de fazer reformas-chave no sentido de alcançar flexibilidade laboral (estou que nem posso ) e na lei das rendas (parem de me mimar, please ). Que beleza de discurso. Que belo arranque da campanha eleitoral. Se beber o suficiente, até sou capaz de votar em Sócrates.

Meus amigos, estou tão contente que nem vou ligar à difícil relação que este governo mantém com aquilo que a minha avó apelidava de vergonha na cara. Não, não estou a falar da inacreditável falta de respeito pelo parlamento. O abandono do parlamento por parte do primeiro-ministro é, digamos, uma formalidade burguesa sem importância. Ora essa. A falta-de-vergonha-sem-importância-deste-governo-é-visível-noutra-coisa-sem-importância: Teixeira dos Santos falou como se tivesse chegado agora ao poder. Até parecia que esta gente não está no poder há seis anos. Até parecia que esta gente não governou 12,5 dos últimos 15 anos. Até parecia que o governo não tem um passado de crítica às ideias que Teixeira dos Santos defendeu ontem. Não se lembram? Afirmar-se que "a governação assente na dívida tinha acabado" era bota-abaixismo (ou seja, Teixeira dos Santos confirmou ontem que Manuela Ferreira Leite tinha razão) . Afirmar-se que "o governo precisa de flexibilidade laboral e ao nível do arrendamento" era ultra-neoliberalismo-fascista. Lembram-se daquilo que aconteceu no Verão passado? Lembram-se da forma como Sócrates atacou as ideias de Passos Coelho? Ora aí estão algumas dessas ideias na boca de Teixeira dos Santos.

Em resumo, o discurso de Teixeira dos Santos representa a negação da governação socialista 2005-2010. O discurso de ontem representa a derrota ideológica do socratismo. Perante isto, um governo com vergonha na cara sairia de cena, admitindo que as suas ideias fracassaram. Mas esta malta socrática é muito mais divertida. Esta malta reinventa-se a cada semana. Sócrates matou Sócrates, mas já há um novo Sócrates. Viva o novo Sócrates. Viva José Sócrates. Estou que nem posso.

Comentários 102 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO
O que fizeram ontem prova que são um bando de loucos que precisam que lhes tratemos da saúde...mental!

Viva JOSÉ SÓCRATES!
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
O endividamento do país... triplicou! Ver comentário
Re: O endividamento do país... triplicou! Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
Re: O BANDO DE LOUCOS DO PARLAMENTO Ver comentário
TROPA FANDANGA.
Só os cobardes fazem o que fez ontem toda a oposição.

A extrema direita revanchista, aliada à extrema esquerda radical bolchevique estalinista, que são iguais, só as moscas é que são diferentes.

A partir de agora já não são precisas medidas de austeridade, mas sim a fartança e abastança.

As medidas de austeridade mudam de nome e depois já não doem, são medidas duras mas justas como dizia Passos Coelho.
Extrema direita + extrema esquerda radical .... Ver comentário
Re: Extrema direita + extrema esquerda radical .. Ver comentário
Re: TROPA FANDANGA. Ver comentário
Re: TROPA FANDANGA. Ver comentário
Re: TROPA FANDANGA. Ver comentário
HR
Contente? Pois quando verificar a realidade do défice até vamos todos chorar, e o teixeirinha já deu o mote, temos uma nova derrapagem e???
Re: HR Ver comentário
Re: HR Ver comentário
Alívio!! Ver comentário
Re: Alívio!! Ver comentário
Re: Alívio!! Ver comentário
Re: Alívio!! Ver comentário
Re: HR Ver comentário
Re: HR Ver comentário
Não defendo nem Sócrates, nem Coelho...
... pois ambos são farinha do mesmo saco.

Não faço a promoção nem do PS nem do PSD, pois não há nada que os distinga: o único fito da governação é, para ambos, a governação em si mesma.

Pouco importa resolver os problemas do país, o que importa é resolver os próprios assuntos e defender os dos amigos.

O PSD ontem mostrou a fibra de que é feito: uma bandalha igual à do PS, pois se o PS estivesse no lugar do PSD teria actuado da mesma forma. E que forma é essa? Ambicionar o poder sem olhar a meios.

Sócrates é uma vergonha, mas Passos não lhe fica atrás: a esquerda em peso e o CDS/PP chumbaram o PEC, mas apresentaram alternativas. Coelho não as apresentou, pois sabe que aquelas que tomará quando estiver no governo serão aquelas que agora chumbou.

Uma cambada de hipócritas, de aldrabões e de bandidos.

Pior do que já está é certo que ficará

PS A magnífica Azeda o Leite quando foi Ministra das Finanças decidiu alienar património imobiliário do Estado para fazer face à sempre existente crise. Em Dezembro de 2004, perante a AR, afirmou: "A alienação do p. imob. do E. não rendeu o que se esperava". Quando lá estão, só eles é que sabem, mesmo que todos gritem que quem vende desesperado, vende sempre mal. Por causa disso, o Estado passou, em muitas situações, a ser inquilino dos edifícios que alienou. Foi uma bela medida: para os amiguinhos que os compraram!
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Os militares... excelente exemplo! Ver comentário
Re: Os militares... excelente exemplo! Ver comentário
Re: Os militares... excelente exemplo! Ver comentário
Re: Os militares... excelente exemplo! Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
Re: Não defendo nem Sócrates, nem Coelho... Ver comentário
UM ENORME ERRO DE CASTING
Sócrates já foi e com ele devia levar tudo o q resta da III Republica e do dito Portugal d Abril. Trata-se d uma personagem com graves deficiências d carácter q viu na politica a única via d poder algum dia ser alguém. Com ele tudo era possível, valia tudo. Com ele tudo foi sempre relativo, nunca nada foi claro. O q ontem era verdade, hoje já não o è e amanhã, nunca aconteceu. Trata-se d um mentiroso e d um vigarista a quem só um distraído compraria uma bicicleta. Todo o seu consulado foi feito d promessas fáceis, mentiras descaradas e grosseiras leituras dos factos. Afinal o deficit d 2010 não era d 6,9% mas sim d 8% e a tal gestão orçamental não contempla o SNS. Era isto o rigor da gestão governativa dos socialistas. Em face do desnorte mais grosseiro alguma vez visto no país Sócrates despediu-se acenando já com um discurso eleitoralista embrulhado no MEDO q ainda lhe poderá assegurar votos. Só quem perdeu quase tudo é q fica condicionado pelo medo e Socrates sabe disso melhor do q ninguem. O país q o PS deixa está pior a todos os níveis. A ineficiência do Estado é gritante. Tudo está pior. Convém não esquecer q nas últimas legislativas o PS conseguiu o impossível q foi enganar todo um povo. Todos os indicadores e números avançados durante a sua campanha foram em menos d um mês desmentidos. Enquanto governo foi mais do mesmo e na hora da saida Socrates não teve grandeza pois esta não é p quem quer mais sim p quem pode. Foi sem duvida alguma um enorme erro d casting q ACABOU
EVITAR OS ERROS DO PASSADO
Isto de bater todos os dias no Sócrates já deu mais do que vai dar. O homem saiu da ribalta e chegaram-se à frente outros promissores sacos de areia. É interessante o comentador dar razão a Manuela Ferreira Leite e achar que finalmente o PS também lhe deu. Mas em que medida é que isso vai melhorar a vida dos portugueses? Já em 2002 essa Srª., cheia de razão, em nome do combate ao défice teve dois anos para mostrar o que valia como ministra das finanças. Deixou um défice acima de 6%. Quanto à dívida pública, Portugal ficou entre os países da UE com um valor superior a 60 por cento do PIB (63,9). O organismo responsável pelas estatísticas da União Europeia levantou, na altura, dúvidas em relação ao défice de 2004, nomeadamente a transferência de capitais para os hospitais (Santa Maria e São João) que não foram inscritas como «despesa pública» entre 2001 e 2004 e os dividendos pagos pela Empresa de Desenvolvimento Mineiro, inscrito como receita das administrações públicas e registada em 2004. Pelos vistos a coisa pegou.
 
Pobre avó ...
" meus amigos, estou tão contente que nem vou ligar à difícil relação que este governo mantém com aquilo que a minha avó apelidava de vergonha na cara."

Não sei se a avó do Raposão é viva ...
mas se o é tenho a certeza que tem vergonha do neto que não tem vergonha na cara ...

Já não se trata apenas de sectarismo. É estupidez pura !

Raposeira, comporte-se...
Henrique, tudo bem que esteja feliz, respeito isso (eu próprio nao me identificava com este governo e as suas políticas), mas nao se esqueca das consequencias que isto vai ter para Portugal e para os portugueses. Em respeito a isso, festeje sim, mas tente ser um pouco mais contido e discreto numa coluna de opiniao de acesso publico.
Re: Raposeira, comporte-se... Ver comentário
In memoria HR
Acabou esse governo que muito trabalho e muitas linhas deu ao Mr FOX .

Lamentamos que essa crise regozija e faça feliz o senhor FOX.

Agora vai ter que arranjar outro bode expiatório qual será ele ?

A ver vamos
Coitado do Henrique...
... de salto de felicidade em salto de felicidade, até à derrocada final... O que nos interessa verdadeiramente não é se o país vai a caminho da bancarrota e do descalabro total; o que nos interessa é que os nossos inimigos de estimação, aqueles inimigos figadais que não suportamos por este ou aquele motivo, sejam postos no olhos da rua para lá colocarmos os da nossa preferência, não é Henrique?
Cá para mim, você ainda vai para Ministro do Fomento...
Bon voyage, Good Riddance, Adeus ò Vai-te Embora
Caro HR,
Obrigado por falar em socratismo e não em socialismo. No entanto falou em «ideologia do socratismo», algo que na minha opinião não existe. Sócrates não tem ideologia; e isso é fácil de constatar.

Para os meninos que se queixam de «agora ainda vai ser pior», eu pergunto: e não tem sido pior por termos começado a combater a crise em 2010 quando o deveríamos ter feito um ano ano antes (quando a MFL nos entrava pela casa dentro a vaticinar)?

E para os meninos que se queixam que ficamos sem governo numa altura destas eu respondo: há muito que estamos sem governo; só temos quem aumente impostos.

Para os que falam em conspiração eu relembro que o Zé não foi demitido! ELE DEMITIU-SE! Numa altura destas, demitiu-se.
Que não venha com a de coitadinho. Se é tão patriota como clama, que engolisse o sapo e começasse a negociar o PEC 4.1!

Este Zé Pinto que desrespeitou infantilmente as fundações da democracia, foi o mesmo que andou a martelar na MFL por ter dito METAFORICAMENTE que seria bom suspender a democracia por 6 meses.

Mais Zé Pinto não, por favor! O PPC é neo-liberal. Vou ter que votar PCP. Vejam bem o que me obrigam a fazer!
Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
O PEC NÃO PRECISA DE IR AO PR Ver comentário
Re: O PEC NÃO PRECISA DE IR AO PR Ver comentário
Re: O PEC NÃO PRECISA DE IR AO PR Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Re: Este é caga na saquinha... Ver comentário
Ver para querer
A julgar pelos comentários desta caixa, pela vox populi, pelas sondagens, guardo o meu entusiasmo para depois das eleições.
Em Setembro de 2009 os Portugueses mostraram que qualquer mentira mal alinhavada é preferível à verdade.
Por isso é bem provável que prefiram um Sócrates que de dia congela pensões de miséria e à noite vá para o Largo do Rato chamar nomes aos mercados, aos especuladores e à oposição irresponsável a um PSD que diz que a austeridade é necessária porque Portugal não pode continuar a gastar mais que aquilo que produz e que não é a crise da divída soberana que está na origem de tal facto mas o contrário.
Para o imaginário colectivo nacional é fundamental que a culpa seja de alguns quantos estrangeiros e uns quantos traidores vende-pátrias. Que a responsabilidade seja dos portugueses enquanto nação é algo que os Portugueses não estão disponíveis para ouvir. Enquanto assim for, não há solução para o problema, haverá apenas José Sócrates.
Re: Ver para querer Ver comentário
Re: Ver para querer Ver comentário
o artista Sócrates
Toda esta encenação por parte do partido socialista e do governo, teve como objectivo puro e simples o abandono das responsabilidade governativa, tentando passar a ideia que a responsabilidade para a crise é da oposição.
A verdade é que brevemente o Estado Português irá precisar de muitos biliões de euros para fazer face aos compromissos da divida, e a única forma de os obter será pedindo o apoio do FMI/FEE.
O governo tem andado a esconder a realidade ou mesmo a mentir (desculpem, eu sei que não é novidade) .O INE andou a martelar as contas do défice de2010 (não me surpreende), o (des)governo precisa de fazer PECs de 3 em 3 meses para tentar gerir a situação, enfim o descalabro total.
Pior do que a fuga de Sócrates era ele continuar no poder...
 
E o circo continua
Sócrates abandonou a Assembleia e fugiu. Sócrates não foi demitido: Demitiu-se.
Não soube(nunca quis) negociar, não soube descer do pedestal e em conjunto com os restantes membros da Assembleia tentar arranjar soluções que minimizassem a NOSSA situação.
Abandonou completamente a sua responsabilidade governativa, deixando até ao fim a ideia que a responsabilidade da a crise é da oposição.
Mas o povo ainda não se decidiu, e eu sempre quero ver o que vai acontecer nas eleições...

Quando começarem a revirar a casa e a descobrir o que está no fundo das gavetas, a realidade das contas públicas deve ser um pântano bem maior do que o que se supõe.

Quanto a hoje se respirar de alívio...não será bem isso. Até porque duvido que alguém seja julgado pelas atrocidades feitas ao País. Isso sim, me faria respirar de alívio. Isso sim, seria o início da Mudança.

Honestamente continuo sem perceber como funciona ao certo o FMI, mas duvido que alguém tenha a capacidade de dar a volta a isto sem ajuda externa.

Ao senhor José....que caiu do Telhado: Eu é que questiono a saúde mental de quem grita vivas àquilo...
Todos os loucos sairam do manicómio? Ver comentário
Post-it ao cuidado do futuro primeiro-ministro

*************************************************
Post-it ao cuidado do futuro primeiro-ministro
*************************************************

Ninguém o obrigou a ser primeiro-ministro. Quis ser primeiro-ministro. Logo, não se queixe

...

15º Não se esqueça que são os portugueses quem lhe paga o ordenado, o motorista, os telemóveis de serviço, a segurança e todas as restantes coisas. São também os portugueses quem paga o seu governo e são ainda os portugueses quem sustenta os programas , projectos, obras, reformas e tudo o mais que o seu governo vai aprovar.

...

Helena Matos, ensaísta.
(Jornal Público 2011.03.24)

*************************************************

... sempre, Esperança... “The past…”
*************************************************
As várias Elites, sempre,
prometem ao Povo
um futuro melhor.
.
The past
at least
is polite:
it keeps out of sight.
.
O presente delas está,
sempre, garantido!
.
The present
is more recent.
It makes a fuss
but is unselfconscious.
.
Ao Povo resta,
sempre (!),
ter Esperança num
futuro melhor...
.
The future
sinks through water
fast as a stone,
alone alone.
ELIZABETH BISHOP, 1935
.
We the people(?).

A.M.G.

*************************************************
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub